Pela primeira vez em Portugal e sob a premissa “Hoje vivemos na Terra...e amanhã como será?”, a cimeira vai juntar educadores e jovens, empreendedores, membros do governo, executivos e ONGS com especialistas de renome nas áreas da ciência, tecnologia e inovação.

O objetivo é explorar as tendências globais que surgem do rápido crescimento da tecnologia, bem como pensar a melhor forma de lidar com os desafios dos negócios, organizações e indústrias do futuro.

Durante dois dias intensivos, os participantes poderão aprender “a ver o mundo de forma diferente”, explica Rob Nail, CEO da Singularity University, comunidade global criada em Silicon Valley em 2008 que visa capacitar líderes para melhor tirarem partido de tecnologias emergentes para solucionar desafios fracturantes dos dias de hoje.

Com o foco em pontos chave com impacto na produtividade nas próximas décadas e que são aplicáveis em diversas áreas do desenvolvimento económico em Portugal, o responsável explica ainda que a discussão vai “incidir em temas como a produção industrial, o comércio, o retalho, os mercados financeiros, a energia, a saúde, o mar, a educação, a alimentação, o ambiente, os serviços, os transportes e o planeamento urbano”.

Singularity University procura startups que queiram mudar o mundo
Singularity University procura startups que queiram mudar o mundo
Ver artigo

Já para Ricardo Marvão, um dos organizadores da SingularityU Portugal Summit Cascais e Co-fundador & Chefe de Educação na Beta-i, o que se pretende é o incentivo de “discussões com valor e expor novas questões sobre o impacto da inovação na produtividade, educação, indústrias e políticas públicas e quais as implicações no crescimento do nosso país”.

“O nosso objetivo é que este evento marque o ‘antes e depois’ para Portugal, dando origem a outras iniciativas que promovam a inovação nas indústrias portuguesas”, refere o empreendedor.

O evento vai ter lugar no Grande Auditório do Campus da Nova SBE, cujo mote é o de ser a escola do futuro, “capaz de formar líderes que consigam assegurar que esse futuro é de progresso, sustentável e inclusivo”, segundo Daniel Traça, diretor da Nova School of Business and Economics (SBE).

A acontecer nos próximos dias 8 e 9, a Portugal Summit Cascais também vai permitir que várias empresas selecionadas apresentem as suas criações em um Laboratório de Inovação, a participação em conversas informais e vários workshops. Os bilhetes têm um custo de 950 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.