A Bright Pixel decidiu reunir 20 vozes do empreendedorismo português para preparar a entrada na nova década que se avizinha e prever as tendências tecnológicas que vão marcar o ano de 2020. De entre as 20 previsões de empreendedores e profissionais em áreas como retalho, cibersegurança e tecnologia, a iniciativa 20by20 destaca cinco grandes temáticas: o impacto do 5G, as oportunidades e desafios na cibersegurança, as mudanças no mundo do trabalho, as alterações climáticas e a digitalização da sociedade.

De acordo com Celso Martinho, cofundador e CEO da Bright Pixel, a 20by20 teve em vista o juntar de diferentes visões, “com experiências e setores difersificados”. Assim, a iniciativa conta não só com os responsáveis de startups como a Didimo, a Automaise ou a Aptoide, mas também diversas entidades, incluindo o Centro Nacional de Cibersegurança, a Startup Lisboa ou a Starup Braga.

Para Ernesto Pedrosa, fundador e CEO da Automaise, o 5G “marcará o início da verdadeira interconectividade generalizada entre todas as «coisas» em 2020. Os responsáveis preveem que a tecnologia tenha um forte impacto na sociedade e na economia. “Finalmente, a infraestrutura esperada para a próxima onda de disrupção torna-se real e as promessas da IoT, blockchain e os muitos desafios das soluções automatizadas da economia de dados e da IA irão proporcionar-nos uma experiência transformacional”, afirma Alexandre Mendes, diretor executivo da Startup Braga.

Quais são as ameaças do 5G? Há um documento que destaca os desafios que estão à espreita
Quais são as ameaças do 5G? Há um documento que destaca os desafios que estão à espreita
Ver artigo

De acordo com Lino Santos, coordenador do CNCS, as redes móveis de quinta geração trazem não só oportunidades, mas também novas ameaças. O responsável elucida que a adaptação a um contexto digital em constante mudança necessita de uma “abordagem focada no fator humano”. Além disso, são vários os empreendedores que acreditam que o futuro desenvolvimento tecnológico terá de ter em vista o aproximar as pessoas e não a sua substituição por máquinas.

Os responsáveis preveem também que o mundo do trabalho será marcado por duas grandes tendências. Por um lado, segundo indica João Günther Amaral, da Sonae, as alterações climáticas obrigarão a uma mudança. “2020 será sobre sustentabilidade das empresas”, concorda Joana Pina Pereira, da Worten. Por outro, Mário Alves, fundador e CEO da Taikai, defende que a próxima década verá o surgimento do “conceito de trabalho 2.0”, onde futuro “indivíduos altamente especializados podem procurar oportunidades baseadas em desafios de diferentes setores”.

Os mais curiosos podem consultar todos as tendências traçadas pelos empreendedores portugueses na página da 20by20.

Nota da Redação: Foi feita uma correção no segundo parágrafo. Última atualização 8h47 de 16/12/2019

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.