O desafio foi lançado aos britânicos: ficar 30 dias sem aceder às redes sociais no mês de setembro e aproveitar o tempo livre de uma forma bem mais original. A campanha da organização não governamental (ONG) britânica de saúde pública Royal Society for Public Health apresenta vários "níveis" de dificuldade e apelou ao registo dos participantes no seu site oficial.

Numa altura em que muitos estudos já vieram dar como garantida a associação entre problemas psicológicos e o vício nas redes sociais, a ONG apresenta várias propostas para combater a dependência na campanha Scroll Free September. Os participantes puderam escolheram entre ser uma "social butterfly", podendo fazer publicações durante eventos sociais e convívios ou uma "night owl", passando neste caso a não estarem autorizados a utilizar as redes sociais depois das 18h.

Já no caso da opção "bussy bee" os participantes não podem ceder ao vício nas horas de trabalho ou de estudo e o último modelo proíbe a utilização das redes sociais na cama.

Para ajudar nesta tarefa a organização disponibiliza alguns artigos com truques e uma contagem decrescente para o último dia no seu site.

Com esta campanha, a ONG espera que os participantes reflitam sobre a sua utilização das redes sociais. Pensar no que perderam, o que não fizeram e que missões acabaram realmente por concretizar ao deixar de parte o vício é o objetivo principal da iniciativa, que pretende ao mesmo tempo melhorar a saúde mental dos britânicos.

site scroll free september

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.