[caption]nasa[/caption]

A competição prolonga-se até 12 de maio e está focada na distinção de ideias na área das ciências. O júri seleciona os projetos candidatos pelo seu contributo potencial para melhorar o dia a dia das pessoas.



Em setembro serão conhecidos os trabalhos vencedores do concurso, escolhidos entre 90 finalistas, a revelar em junho. Nas várias categorias elegíveis incluem-se um grande prémio, prémios para finalistas, categorias de idades e temas, como Celebra a escola e Ciência em ação. Haverá ainda um prémio para a ideia mais votada pelo público, para o melhor projeto de ciências da computação e para os melhores projetos locais (em localizações designadas pela empresa). Estas duas últimas áreas são uma novidade da edição deste ano da Google Science Fair, que é a quarta.



Entre os prémios previstos para os vencedores estão viagens de 10 dias às Galápagos ou o acompanhamento da missão da Virgin Galactic no Spaceport America, Novo México. Há também prémios em dinheiro, que ascendem aos 50 mil dólares.



Além da Google, são parceiros da iniciativa empresas como a Virgin Galactic, a revista Scientific American, a LEGO Education e a National Geographic.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.