O cientista britânico Stephen Hawking faleceu em março e deixou incompleto um artigo sobre o paradoxo da informação dos buracos negros. O trabalho foi agora finalizado por físicos que acompanharam o cientista e foi publicado para consulta.

O artigo centra-se na teoria de física chamada “Paradoxo da Informação” que procura explicar o que acontece a um objeto consumido por um buraco negro. Esta teoria esteve presente na vida do cientista durante mais de 40 anos, um puzzle que havia sido iniciado por Albert Einstein, quando publicou em 1915 a Teoria da Relatividade. Einstein previu que os buracos negros poderiam ser definidos por três caraterísticas: massa, carga e rotação.

Stephen Hawking adicionou à equação a temperatura. O cientista defende que os objetos quentes perdem o calor no espaço, sendo o destino dos buracos negros evaporar e desaparecer. Isso cria um paradoxo, já que segundo as regras quânticas, a informação nunca é perdida. Segundo explicou Malcom Perry, um dos colaboradores do estudo, ao The Guardian, quando se atira um objeto num buraco negro, este tende a desaparecer, mas a equipa procurou no documento demonstrar como pelo menos parte da informação pode ser recuperada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.