Os utilizadores estão a passar cada vez mais tempo nas aplicações que descarregam para os seus smartphones. Aliás, segundo dados da data.ai, anteriormente conhecida como App Annie, em 2021, 7 em cada 10 minutos foram passados em redes sociais ou aplicações de fotos e vídeos.

Olhando para o último trimestre de 2021 em específico é possível verificar que utilizadores um pouco por todo o mundo passaram perto de 950 mil milhões de horas nos seus smartphones Android. Deste número, 650 mil milhões de horas foram passadas em redes sociais, apps de comunicação, assim como de fotografia e vídeos.

Clique nas imagens para mais detalhes 

De acordo com relatório State of Mobile 2022, o valor representa um aumento de 50% em comparação com os últimos três meses de 2018, altura em que os utilizadores passaram cerca de 435 mil milhões de horas em aplicações deste género.

O domínio das redes sociais é impulsionado pela popularização das aplicações que colocam as fotos e os vídeos no centro da experiência do utilizador. Em comparação com o último trimestre de 2018, o tempo passado em apps sociais no mesmo período em 2021 aumentou 35%, “saltando” de 306 mil milhões de horas para 412 mil milhões.

Gastos com aplicações ascenderam aos 170 mil milhões de dólares em 2021
Gastos com aplicações ascenderam aos 170 mil milhões de dólares em 2021
Ver artigo

Ainda no mesmo período, o tempo passado em aplicações de fotos e vídeo cresceu 90%, de 129 mil milhões de horas para 244 mil milhões. É neste contexto que o TikTok se destaca. Excluindo o Douyin, a versão chinesa do TikTok, o relatório indica que um utilizador típico passa agora 19,6 horas por mês na aplicação: um valor equivalente ao tempo passado no Facebook e muito superior ao do WhatsApp e Instagram.

Os especialistas indicam que outra das questões que tem uma grande influência no segmento das apps sociais é a transição da partilha de vídeo para o streaming de vídeo ao vivo.

Em 2021, o tempo passado no Top 25 de aplicações de streaming de vídeo registou um crescimento de 40%. A tendência foi acompanhada por um crescimento semelhante nos gastos feitos por consumidores para apoiarem os seus streamers preferidos.

Os dados do relatório indicam que o total de gastos feitos por consumidores cresceu 57%, passando de 2,4 mil milhões de dólares em 2020 para 3,8 mil milhões em 2021. Os especialistas enfatizam que o mundo do streaming está a criar uma nova economia, trazendo mais oportunidades para compras ao vivo e abrindo a porta à compensação direta dos criadores de conteúdo.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.