A aplicação de telemóvel STAYAWAY COVID para rastreamento de contactos já foi descarregada por mais de 2,8 milhões de vezes, adiantou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido. No entanto, reconheceu que a inserção dos códigos está aquém das expectativas.

“A aplicação STAYAWAY COVID teve mais de 2,8 milhões de downloads e vários códigos inseridos, mas não tantos quanto gostaríamos”, afirmou a governante na audição conjunta da comissão da Saúde com a Comissão Eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia da doença covid-19 e do processo de recuperação económica e social.

Os números de agora seguem-se ao marco anteriormente alcançado de 2,5 milhões instalações. Na altura, Rui Oliveira, administrador do INESC TEC e Professor da UMinho, responsável pelo desenvolvimento da STAYAWAY COVID, explicou ao SAPO TEK os números, as campanhas de divulgação e o trabalho para garantir a interoperabilidade com as aplicações europeias.

STAYAWAY COVID: Ministério da Saúde quer mais utilização da app e vai dar formação a médicos
STAYAWAY COVID: Ministério da Saúde quer mais utilização da app e vai dar formação a médicos
Ver artigo

No espaço de um mês a aplicação STAYAWAY COVID foi descarregada e instalada mais 974 mil vezes, o que pode não corresponder a um número de pessoas, ou equipamento, sobretudo se houver repetições ou uso em vários equipamentos pela mesma pessoa. A 15 de novembro já tinha sido instalada 2.590.842 vezes, como revelou o responsável pelo desenvolvimento da STAYAWAY COVID.

Os números apontam para um crescimento de 60% face a 15 de outubro de 2020, mas é no número de códigos utilizados que o crescimento foi mais significativo. Em outubro tinham sido usados 179 códigos desde o lançamento da aplicação e em um mês o número subiu para 1.526 códigos utilizados. Ainda assim é uma pequena percentagem do número de casos positivos registados, que tem crescido significativamente nas últimas semanas e já acumula mais de 236 mil casos confirmados em Portugal desde o início da pandemia.

Apesar deste aumento, Marta Temido continua insatisfeita e a verdade é que a baixa utilização dos códigos tem sido criticada e não faltam testemunhos de utilizadores que depois de diagnosticados como positivos não receberam nenhum código para usar nas aplicações, mesmo depois de insistirem com os médicos. Ainda assim, Rui Oliveira garantiu no final de novembro que “a adesão tem sido satisfatória e os indicadores estão na linha de outros países europeus com aplicações similares”.

Portugal realiza mais de cinco milhões de teste desde o início da pandemia

Entre os números destacados pela ministra da Saúde está também a realização de testes de diagnóstico ao novo coronavírus, nos quais Portugal já ultrapassou os cinco milhões desde o início da pandemia, em março.

“Mais de 5,1 milhões de testes foram já realizados no sistema de saúde português, numa intensa colaboração das áreas que o compõem. Uma rede que hoje conta com 128 pontos de realização de testes laboratoriais e que foi completada com testes rápidos de antigénio. Hoje temos um total de 81 pontos de realização de testes rápidos de antigénio”, observou.

Paralelamente, Marta Temido vincou que o número de consultas em cuidados de saúde primários até outubro era de 26,3 milhões, em linha com as estatísticas do período homólogo de 2019: 26,5 milhões. “É muito encorajador, na medida em que mostra a resiliência dos cuidados de saúde primários”, notou.

A governante sublinhou ainda a realização de 9,2 milhões de consultas em cuidados hospitalares até outubro, quando tinham sido feitas 10,3 milhões no mesmo período em 2019. Destaque também para as cerca de 474 mil intervenções cirúrgicas, menos 100 mil em relação a 2019.

Já sobre a reserva estratégica nacional, Marta Temido garantiu que o país assegurou “58 milhões de máscaras cirúrgicas, das quais 14 milhões de FFP2 e FFP3 e 22 milhões de luvas cirúrgicas”, além de outros equipamentos de proteção individual.

Em Portugal, morreram 5.902 pessoas dos 362.616 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.