Nem mesmo a pandemia de COVID-19 fez com que a Huawei atrasasse o seu calendário tecnológico. Depois de ter apresentado o Mate Xs num evento virtual em Barcelona, o segundo smartphone dobrável da fabricante chinesa chega agora a terras portuguesas com um preço de 2.499 euros.

No interior do Mate Xs está o novo SOC Kirin 990 5G, com um CPU octa-core de dois núcleos e com um GPU Mali-G76 de 16 núcleos. O processador inclui um modem preparado para redes móveis de quinta geração integrado, prometendo suportar todo o espectro 5G e 5G + 4G. Tem ainda 8 GB de memória RAM e 512 GB de armazenamento. A bateria do smartphone promete mais 21% de autonomia do que a do seu antecessor.

Por fora, o smartphone tem o novo design Falcon Wing nas dobradiças. Construído com um metal líquido à base de zircónio, o Mate Xs apresenta 8 polegadas quando aberto, a traseira com 6.38 polegadas e a frente com 6,6 polegadas. Uma vez aberto, o smartphone permite aos utilizadores personalizar a sua experiência em função das suas necessidades, suportando o sistema Multi-Window, no qual duas aplicações podem ser visualizadas lado a lado, podendo interagir simultaneamente.

No que toca à fotografia, o Mate Xs tem um sistema de quatro lentes da Leica, incluindo uma principal de 40 MP, uma telefoto de 8 MP, uma 16 MP grande angular e uma câmara ToF para realçar o efeito de profundidade 3D. O sistema de sensores fotográficos também pode ser aproveitado para captar selfies.

Com “asas de falcão” e sem Google Mobile Services, conseguirá o Mate Xs “voar” na Europa por 2.499 euros?
Com “asas de falcão” e sem Google Mobile Services, conseguirá o Mate Xs “voar” na Europa por 2.499 euros?
Ver artigo

À semelhança de todos os novos smartphones lançados após o embargo económico colocado pelos Estados Unidos à Huawei em maio de 2019, com a inclusão da fabricante na "lista negra" do Governo de Donald Trump , o Mate Xs não conta com o suporte aos Google Mobile Services. A nível de software, o smartphone suporta o sistema operativo EMUI 10 com Android 10.

A incerteza quanto à utilização dos Huawei Mobile Services fez com que a empresa chinesa reforçasse o investimento na sua loja de aplicações e no apoio aos developers. Para colmatar a falta, por exemplo, do Google Assistent, a fabricante apostou no seu próprio assistente pessoal inteligente. O Huawei Assistent vem já pré-instalado no Mate Xs, sendo que também pode ser encontrado na AppGallery para todos os utilizadores de dispositivos da Huawei com a mais recente versão do EMUI.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.