Um dos aspetos mais importantes que se deve ter, embora passe ao lado de muitas pessoas, quando se compra um novo equipamento, é prever a respetiva reparação. Depois de acabar a garantia, uma avaria no dispositivo pode ou não significar colocá-lo no lixo e comprar outro? É com essa preocupação que o SAPO TEK acompanha cada operação realizada pela iFixit aos novos dispositivos que saem no mercado, sobretudo aqueles que são os mais procurados.

Para fazer um balanço de final de ano, a especialista em reparações listou os aparelhos que receberam as piores notas no que diz respeito à facilidade de desmontagem dos equipamentos, mas também aqueles que são “mais fáceis” de abrir e substituir componentes.

Nesse sentido, o smartphone que foi mais fácil de desmontar e reparar foi o iPhone Xs, que mereceu 6 pontos em 10, destacando a facilidade de substituição do ecrã (que pode ser trocado sem a necessidade de remover o hardware biométrico de reconhecimento facial) e as baterias. Por outro lado, o Samsung Galaxy S9, que tal como o seu “irmão” Note 9, recebeu 4 pontos em 10, realçando negativamente o uso excessivo de cola para ter acesso aos componentes.

Os tablets continuam a ser uma dor de cabeça para a especialista, e por isso, destacou para este ano o novo iPad Pro como o “mais positivo” merecendo a mísera nota de 3 em 10. As razões apontadas foram o uso excessivo de cola e a utilização de componentes que foram feitos para não serem substituídos. Mas se o tablet da Apple foi o mais positivo, qual foi o desempenho do negativo? A “fava” calhou ao Surface GO da Microsoft, que recebeu 1 em 10 pontos, destacando a dificuldade excessiva em abri-lo e a quantidade de cola utilizada.

E se pensa que as notas negativas ficaram por aqui, saiba que o Surface Laptop 2 conseguiu receber um nulo, ou seja, 0 pontos 10. E a razão é simples, o portátil não foi feito para ser reparado, sendo necessário destrui-lo para alcançar o seu interior…

Já o novo Mac Mini foi considerado pela iFixit como o equipamento da Apple mais reparável do ano, recebendo um 6 em 10 pontos. Por outro lado, o pior equipamento da marca da maçã foi o Homepod, que não foi construído para ser aberto, obrigando a especialista a utilizar uma serra para o abrir. Mereceu 1 em 10 pontos.

De um modo geral, o equipamento que recebeu melhor pontuação em 2018 foi o Samsung Connect Home, o sistema de Mesh Wi-fi para melhorar a conectividade sem fios em casa, merecendo a marca de 8 pontos em 10.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.