No mais recente Unpacked, a Samsung deixou a promessa de que ia revelar mais detalhes acerca do novo Galaxy Z Fold2 num evento online especial, substituindo assim a sua presença na edição de 2020 da IFA.

Victor Delgado, diretor de parcerias estratégicas da Samsung Electronics, relembra que a fabricante já tinha começado a dar os primeiros passos na criação de um novo tipo de experiências móveis quando apresentou o primeiro Galaxy Fold.

Agora, a aposta mantém-se com o Galaxy Z Fold2 e o responsável enfatiza as mudanças, por exemplo, a nível do tamanho do smartphone e do seu design. Entre as muitas novidades está o Flex Mode, que já tinha sido anunciado para nova versão do Galaxy Z Flip, e que disponibiliza suporte a múltiplas aplicações, prometendo mudar a experiência do utilizador, sublinha Victor Delgado.

O responsável realça também a configuração de câmaras fotográficas do novo Galaxy Z Fold2, seja para fotografias ou para vídeo. Através do Flex Mode é agora mais fácil captar imagens ou vídeos sem precisar de usar as mãos. Além disso, os utilizadores podem usar o ecrã da capa para pré-visualizar as suas selfies antes de captá-las. A atualização ao UI está também em destaque, tendo sido concebida para os utilizadores que são entusiastas do multitasking.

Já para Patrick Chomet, Corporate Executive Vice President e Head of Customer Experience Office da Samsung Electronics, o novo smartphone representa o fruto de uma década de trabalho. Todas as novas funcionalidades presentes no Galaxy Z Fold2 foram inspiradas pelos utilizadores. A Samsung trabalhou em parceria com a Google para garantir a optmização de aplicações como o YouTube, o Google Duo, o Chrome ou o Maps para o smartphone dobrável, tendo também em conta a implementação da quinta geração de redes móveis.

A fabricante sul-coreana está também a trabalhar em parceria com a Microsoft para garantir o suporte à suite de aplicações de produtividade da gigante norte-americana. A experiência com o Outlook foi também optimizada para funcionar num smartphone dobrável e ser ainda mais conveniente para os utilizadores.

Victor Delgado destaca ainda a parceria com a Thom Browne, uma casa de moda em Nova Iorque, para oferecer uma edição limitada do Galaxy Z Fold2, assim como de outros dispositivos na nova linha apresentada no mais recente Unpacked a 5 de agosto. A experiência premium destaca-se pelo seu aspeto, mas também pela chegada de dois filtros fotográficos exclusivos ao Galaxy Z Fold2.

Além de estar disponível em duas cores, o Mystic Black e Mystic Bronze, a dobradiça do Galaxy Z Fold2 pode ser personalizada com uma de quatro cores diferentes com acabamento metálico para se adaptar ao gosto de cada utilizador.

O novo smartphone dobrável da Samsung, com suporte a 5G, chega a 18 de setembro e já está disponível para pré-venda no website da fabricante sul-coreana, com preços a partir dos 2.049,99 euros.

Galaxy Z Fold2: Para a Samsung o futuro continua a ser dobrável

É verdade que o primeiro dobrável da Samsung não alcançou o sucesso desejado pela marca, levando mesmo ao adiamento do seu lançamento devido a problemas técnicos. No entanto, para a fabricante sul-coreana, a aposta nos smartphones dobráveis mantém-se numa versão redesenhada do Galaxy Fold original.

Samsung redesenha (um bocadinho) o seu smartphone dobrável com o Galaxy Z Fold2
Samsung redesenha (um bocadinho) o seu smartphone dobrável com o Galaxy Z Fold2
Ver artigo

O Galaxy Z Fold2 está equipado com dois ecrãs Infinity-O, quase sem moldura. O novo modelo é maior do que o primeiro Galaxy Fold, apresentando um ecrã da frente com 6,2 polegadas e outro principal de 7,6 polegadas.

Quando está fechado, o smartphone tem o tamanho de um equipamento convencional, mas a “magia” acontece quando se abre e revela o modo tablet. As dobradiças foram revistas para resistir à quantidade de vezes que o equipamento é aberto e fechado e foi adicionada mais flexibilidade à sua configuração.

Entre as novidades do smartphone está o material usado no ecrã. De acordo com a fabricante, este é composto por várias camadas de vidro com uma espessura muito fina, semelhante à de um cabelo, que o tornam flexível o suficiente para ser dobrado, diminuindo o efeito dos vincos.

Para extrair todas as partículas e resíduos que se acumulam nos orifícios e na dobradiça, a Samsung desenvolveu um sistema de aspiração composto por fibras, ultrapassando assim um dos problemas da primeira versão.

Além do reforço no ecrã, a Samsung melhorou o design do chassi para torná-lo mais durável. O design junta também algumas características do Z Flip, incluindo a forma como pode manter-se aberto em posições de vários ângulos.

O Galaxy Z Fold2 estará disponível em duas cores, o Mystic Black e também o Mystic Bronze. A fabricante fez também uma parceria com a Thom Browne, uma casa de moda em Nova Iorque, para oferecer uma edição limitada do Galaxy Z Fold2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.