Não parece ser “sem querer” ou que a própria Samsung se importe com as novidades que vão sendo partilhadas bem antes da oficialização dos seus produtos. E é mesmo uma tradição a fabricante chegar aos eventos Unpacked sem grandes surpresas nos seus equipamentos, mas apenas afinações e confirmações do que já se sabia. O evento pode ser acompanhado em direto no seu site oficial a partir das 15h00.

E o novo Galaxy S21 vai certamente manter esse espírito, até porque a própria Samsung foi deixando pistas de como será o seu novo smartphone topo de gama, em forma de vídeo com teasing que pode ver em baixo.

Se há algo que o último ano de eventos digitais nos demonstrou é que as fabricantes tecnológicas foram ficando mais sofisticadas nas suas apresentações. Dos palcos vazios com palmas artificiais, ao longo dos últimos meses as empresas começaram a fazer produções mais cuidadas nos seus eventos, com real foco na apresentação digital. Um misto entre música, trailers e o desfile de produtos.

Primeiras impressões: 5G, vídeo 8K e melhor fotografia são pontos chave nos novos Galaxy S21 da Samsung
Primeiras impressões: 5G, vídeo 8K e melhor fotografia são pontos chave nos novos Galaxy S21 da Samsung
Ver artigo

TM Roh abriu a apresentação num palco virtual cuidado, referindo as inovações do seu ecossistema, lembrando a importância da tecnologia durante o isolamento devido à pandemia. “Os desafios de 2020 tornaram-nos mais determinados a desenvolver tecnologia ainda mais poderosa”, dando o mote que este ano irá apresentar sistemas mais personalizados. Destaca as suas colaborações com a Google, Microsoft, Netflix ou Spotify, na procura de oferecer melhores experiências aos seus utilizadores.

O primeiro produto do Unpacked foi o novo sistema de auscultadores sem fio Galaxy Buds Pro, com tecnologia da AKG, com cancelamento de som inteligente, capaz de reduzir o ruído em torno e melhorar a qualidade do som. Woofer e tweeters embutidos no sistema, através de uma engenharia colocada num chip, num único componente para melhorar arrumar nos pequenos “feijões”.

A Samsung promete maior imersão através de Dolby Atmos. O sistema ANC (cancelamento de ruído ativo) é feito através de um chip inteligente, que filtra os sons que deseja ouvir. Deteta a voz e um algoritmo de IA consegue separar as diferentes vozes para que não se sobreponham.

O sistema tem três microfones, um interior que deteta a voz, e os restantes que amplificam o som. Um sistema de mesh consegue filtrar o barulho do vento ou mesmo da respiração dos utilizadores, tornando as vozes mais cristalinas durante as conversações. O Galaxy Buds Pro tem ainda um sistema de comutador inteligente, capaz de mudar as fontes de som rapidamente, seja uma chamada ou quando está a ouvir e ver um vídeo no Youtube. Promete ainda um encaixe mais universal para prender nas orelhas. Seja a correr ou a praticar outro desporto, os pequenos auriculares não saltam dos ouvidos. Além disso, tem certificação IPX7, que o torna à prova de água.

O Galaxy Buds Pro chega no próximo dia 15 de janeiro por 199 dólares.

O serviço SmartThings permite encontrar os smartphones, tablets, smartwatches e os earbuds que não se lembra onde colocou. Mas agora a Samsung revelou o SmartTag, que pode ser adicionado a um porta-chaves, mala, à coleira de um cão ou qualquer outro objeto que possa ser perdido. A etiqueta é encriptada end-to-End, permitindo encontrar rapidamente no mapa.

tek smartTag

O SmartTag+ tem mesmo sinal GPS sempre em comunicação com o smartphone para que possa encontrar facilmente os objetos ao qual está agarrado. A Samsung fez diversas capas, com estilos diferentes.

O Samsung Galaxy S21 e S21+ 5G são os smartphones que se seguem no catálogo de topos de gama da Samsung, que o SAPO TEK já teve oportunidade de experimentar em primeira-mão (veja as primeiras impressões). Uma das novidades é a inovação em relação às câmaras, usando o mesmo material da base das lentes que se expande para o resto da capa, reforçando a sua proteção.

O smartphone apresenta agora um ecrã com 120 Hz de qualidade, mas inteligente, começando nos 48 Hz, adaptando-se aos conteúdos que o utilizador está a consumir. Tem um escudo de proteção para os olhos, tornando-se mais confortável a sua utilização. Os smartphones têm ecrãs de 6,2 e 6,7 polegadas. Tem ainda uma proteção superior do vidro, que o torna mais resistente a quedas.

O modelo base e o S21+ partilham os módulos de câmara, com três sensores no arranjo traseiro, onde tem uma lente wide de 12 MP e f2.2, uma wide de 12 MP e uma telefoto de 64 MP e OIS. A estas três lentes o Ultra adiciona mais uma, com mais uma teleobjetiva adicional para melhorar o zoom.

O modelo mais equipado da gama S21 tem três câmaras, a mesma ultra wide de 12 MP, uma wide de 108 MP com OIS, um ToF e duas telefoto de 10 MP cada, que funcionam de modo paralelo para melhorar a qualidade do zoom, que chega às 100X e que permite agora fixar um ponto para maior estabilização, com o Zoom Lock. Esta funcionalidade é ativada automaticamente a partir das 20X mas os testes que fizemos não foram muito bem sucedidos, o que também pode estar relacionado com as condições em que experimentámos a câmara.  O smartphone foi "construído para as pessoas que querem ainda mais, o melhor dos melhores da nossa linha Galaxy", é salientado no evento.

A Samsung promete que qualquer captura do smartphone é repleto de detalhes graças à capacidade de gravação 8K, com a possibilidade de retirar snapshots diretamente do vídeo, sem a necessidade de se preocupar em alternar entre o vídeo e fotografia. Promete ainda ferramentas ideais para serem utilizadas nas redes sociais, desde efeitos de bumerangue a outros que pode editar rapidamente no equipamento. O modo Director's View permite mudar de ângulos, fazer zooms às pessoas, sem deixar de gravar.

O processador é 32% mais rápido que o anterior, capaz de processar 20 Teraflops de informação por segundo. Tem no coração um chip de segurança para proteger os dados, mesmo num ataque ao nível de hardware. Além disso, o sistema Knox Vault adiciona uma camada adicional de proteção, onde são guardadas as palavras-passe, metadados das fotografias e outros dados privados. O sistema permite agora ter acesso a um historial das interações das fotografias, quando envia para alguém. E caso se arrependa, pode revocar diretamente do equipamento para qual enviou.

O gaming é importante para a Samsung, e para além das parcerias com a Microsoft para a experiência xCloud, também tem como parceiro o motor Unity, para que os jogos produzidos com este motor estejam otimizados para uma melhor experiência e poupança de bateria.

O One UI 3 apresenta alguns novos efeitos visuais, modo Dark, e novos widgets no ecrã de bloqueio. Promete ainda a transferência de dados do smartphone antigo para o novo com apenas um toque no ecrã. O ecrã de bloqueio é dinâmico, com diferentes wallpapers que pode definir mediante o seu estado de estilo. Os stickers e emojis não vão faltar durante as comunicações no chat. E o modo gaming permite desligar todos os elementos que podem atrapalhar a sessão de jogatana. É possível começar um projeto no smartphone e continuar no PC, através da transferência ativa de documentos entre os equipamentos.

Nova gama Samsung Galaxy S21 encolhe no preço mas também retira acessórios
Nova gama Samsung Galaxy S21 encolhe no preço mas também retira acessórios
Ver artigo

Os novos smartphones chegam no dia 29 de janeiro e relativamente aos preços, o Galaxy S21 5G vai começar nos 879 euros, que está abaixo do S20 4G lançado há um ano, enquanto nos modelos S21 + de 128 GB se mantém o preço nos 1.079 euros. O S21 Ultra de 128 GB tem a maior redução de preço, menos 100 euros do que o valor aplicado no S20 Ultra, fixando-se nos 1.279 euros. A redução aplica-se também entre as versões de 128 e 256 GB, que em vez de 100 euros de diferença custam agora só mais 50 euros do que a versão abaixo. O modelo mais caro da nova gama S21 continua perigosamente perto dos 1.500 euros: tem 16 GB de memória e armazenamento de 512 GB mas custa 1.469 euros.

O Samsung S21 Ultra tem ainda uma cor especial: Phantom Black. Confirma-se também o suporte à S Pen e a nova S Pen Pro, as duas comunicam por Blouetooth, mas a versão Pro tem ainda mais interações, sendo compatíveis com tecnologias externas, tais como os tablets de desenho da Wacom. Mais um rumor que, como sempre, bateu certo.

Ainda sobre o seu ecossistema SmartThings, a Samsung fez uma parceria com a Google para tornar os equipamentos Nest compatíveis com o seu sistema. Pode controlar os termóstatos ou câmaras de vigilância do Nest através do smartphone, esteja em casa ou em viagem no carro. A parceria estendeu-se ao Android Auto, permitindo ligar os smartphones da marca de forma intuitiva aos automóvel e desfrutar de entretenimento ou sistemas de navegação. Um toque na opção "Coming Home" e a temperatura começa a aquecer em casa, as máquinas começam a trabalhar, preparando a sua chegada a casa. Assim que chega à garagem, a porta abre-se e a casa ilumina-se. Esta é a visão da Samsung no uso do SmartThings. O sistema está também preparado para substituir as chaves dos carros de algumas fabricantes, a partir do smartphone.

Em antevisão

Mas os especialistas em partilhas dos “segredos” continuam a ser bastante assertivos nos conteúdos relacionados com os smartphones da Samsung. Segundo as Imagens de Evan Blass divulgadas no final de dezembro, o S21 vai chegar ao mercado em quatro cores: o branco, o cinzento, o roxo e o rosa. Ao que tudo indica, o modelo vai também contar com um ecrã AMOLED de 6,2 polegadas, três sensores traseiros (12 MP + 12 MP + 64 MP) e um processador Snapdragon 888, o mais recente SoC 5G da Qualcomm, que alimenta o novo Xiaomi Mi 11, que já foi considerado o mais poderoso do mercado chinês.

Para além da versão normal, deverão ser lançados outros dois modelos: o Plus e o Ultra. O Galaxy S21 Plus será lançado em três cores, ficando aqui a faltar o roxo que faz parte da paleta do S21, enquanto o S21 Ultra só será mesmo fabricado em preto e branco. Este último equipamento poderá ter a câmara mais potente dos três modelos (incluindo um sensor de 108 MP, bem como uma telefoto capaz de fazer zooms até 10X), juntando quatro sensores no conjunto principal, bem como um laser de foco automático. Todos os equipamentos terão suporte para filmar a 4K e a 60 frames por segundo, bem como 8K a 30 frames por segundo.

Já em novembro, imagens divulgadas sugeriram novas funcionalidades do Samsung Galaxy S21 Ultra. De distinto, o modelo vai apresentar um ecrã de 6,8 polegadas com 1.600 nits de brilho, tecnologia LTPO, para uma poupança de bateria mais eficiente, bem como suporte para a S Pen, um acessório dos equipamentos Note que, de acordo com os rumores, não estará incluído na caixa deste S21. E ainda no que diz respeito a acessórios, também o carregador pode não estar incluído na caixa. Uma ironia depois da Samsung ter brincado com essa mesma decisão da Apple para o iPhone 12.

Nota de redação: Artigo atualizado com mais informações dos produtos e vídeos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.