Era quase certo que a Apple teria soluções para apresentar no domínio das realidades alternativas, mas poucos previram que a empresa levasse tanto trabalho feito à WWDC.

Esta segunda-feira, na conferência inaugural do evento, a tecnológica anunciou o lançamento de um novo Kit de desenvolvimento de realidade aumentada, a integração de suporte para Mac no Steam VR e uma nova API que potencia a criação de trabalhos em realidade virtual. Nada disto é novo na indústria tecnológica, mas as demonstrações sugerem que a empresa esperou para que as concorrentes errassem para depois surgir com uma proposta consistente.

Realidade Aumentada

Tim Cook: "As pessoas vão ter cada vez menos interesse na realidade virtual"
Tim Cook: "As pessoas vão ter cada vez menos interesse na realidade virtual"
Ver artigo

Embora não tenha introduzido o headset de realidade aumentada, que há muito se diz estar em desenvolvimento nos seus laboratórios, a Apple tornou-se ontem num dos maiores ecossistemas de realidade aumentada no mercado. E isto, muito graças ao seu novo ARKit.

A inspiração para a criação deste programa nasceu com o lançamento de Pokémon Go. A empresa sublinhou que o jogo da Niantic mudou a forma como os utilizadores olham para os jogos móveis e a empresa absorveu-o como uma nova forma de reforçar o nome da marca na indústria.

E esta aposta, que foi ontem explicada em San José, vai possibilitar a chegada de inúmeros conteúdos em AR às plataformas móveis da Apple.

Uma das primeiras a ser exibida tem raízes na sua própria inspiração. Em palco, a empresa anunciou que vai chegar à App Store uma versão melhorada de Pokémon Go. Desta vez, no entanto, os elementos do jogo percebem o espaço em que são apresentados - as pokébolas ressaltam no chão em vez de fazerem ricochete no ar, os pokémons ficam de pé em cima das superfícies em vez de aparecerem a flutuar no ar.

Mais complexa (e espetacular) foi a demonstração de uma cena animada criada pelo Wingnut AR, o novo estúdio de Peter Jackson que se dedica ao desenvolvimento de conteúdos com base nesta tecnologia.

Criada com a ajuda do novo ARKit e com o Unreal Engine 4, a animação tomou conta de uma mesa e utilizou-a como base para o desenrolar de uma pequena história onde uma pequena instalação era atacada por naves espaciais. Ao contrário de Pokémon Go este era um plano fixo que não se movimentava de acordo com o telefone. Em vez disso, o utilizador pode andar à sua volta, aproximar-se e afastar-se para a visualizar de diferentes perspectivas.

Este é o tipo de conteúdos que a Apple quer trazer aos seus consumidores. Com Pokémon Go, a realidade aumentada não passava da sobreposição de elementos digitais a planos do mundo real, mas agora, a ideia é que estes interajam com as suas formas, que as chávenas virtuais se possam pousar sobre as mesas reais e que as personagens de um jogo caiam para o abismo quando dão um passo para além dos limites de um passeio onde está a desenrolar-se uma qualquer aventura digital.

Realidade Virtual

Ao contrário da aposta na realidade aumentada, as novidades anunciadas no campo da realidade virtual não dizem respeito aos smartphones nem aos tablets, mas sim aos Macs.

Desde a massificação da tecnologia, que os utilizadores dos computadores da Apple têm sido deixados de parte por falta de suporte nas suas máquinas, mas a empresa norte-americana confirmou que isso vai mudar.

Primeiro, a Apple afirmou que a plataforma Steam VR vai passar a contar com suporte para Mac. Isto não significa necessariamente que todos os títulos de realidade virtual funcionem automaticamente com aparelhos iOS, mas sim que os programadores poderão passar a utilizar computadores da marca da maçã para criar jogos e outras experiências em realidade virtual para o formato Mac.

A possibilidade vai ser reforçada com a Metal 2, a nova API de alto desempenho gráfico concebida para suportar o desenvolvimento de  jogos e aplicações mais exigentes.

A capacidade deste novo motor foi exibida com uma demonstração num headset HTC Vive através de uma experiência de construção em tempo-real, também ela potenciada pelo Unreal Engine 4.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.