Os investigadores europeus querem explicar os benefícios do grid computing em linguagem que todos possam entender. E por isso prepararam um conjunto de episódios onde mostram os benefícios conseguidos para a ciência pela junção da capacidade de computação de muitos computadores de diversas universidades.

A primeira história envolve caracóis marinhos, neste caso os conus consors, que estão entre os dez animais mais venenosos do mundo e usam esta toxina para paralisar as suas presas. Os investigadores têm vindo a avaliar a utilização desta substância para substituir a morfina, devido ao facto de ser cerca de mil vezes mais potente e não viciante, e a tecnologia de computação em grelha está a dar uma ajuda preciosa na modificação do composto para produzir um novo analgésico, como explicam Alexandre Bonvin e Henry Hocking do projeto CONCO, da universidade de Utrecht.

A iniciativa de explicar o grid computing é do European Grid Infrastructure (EGI) que lançou agora o primeiro de quatro episódios num simpósio que decorre na China sobre tecnologia grid e cloud.

O EGI é responsável por manter uma infraestrutura de grid pan europeia em interligação com as iniciativas nacionais e dá acesso a uma série de projetos de investigação, alguns dos quais já foram referenciados no TeK.

O primeiro episódio desta série pode ser visto no vídeo que reproduzimos abaixo.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Fátima Caçador

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.