A ideia partiu de Peter Treadway, fundador e diretor técnico da Acton, que pensou em arranjar um meio de transporte alternativo para quem tem de percorrer distâncias que curtas demais para ir de carro e longas demais para ir a pé.

A fazer lembrar mini-segways, mas em versão wearable, os RocketSkates calçam-se por cima dos sapatos normais do dia a dia e funcionam com os movimentos do corpo. Para acionar o motor e avançar é preciso inclinar o corpo para frente. Inclinar o corpo para trás aciona os travões.

Este meio de transporte alternativo consegue circular até 19 km/h, mas a velocidade atingida vai depender do peso do condutor (que deve ser de no máximo 125kg) e do vento que se fizer sentir. Os dois patins trocam informação para manter a mesma velocidade.

Além disso, os RocketSkates podem ligar a um dispositivo móvel que mostra a carga restante, a distância percorrida e a velocidade do momento, e também sugere rotas de destino.

Há três modelos disponíveis, com preços que variam entre os 499 dólares e os 1.580 dólares. A autonomia da bateria, por sua vez, depende do modelo, variando entre os 45 e 90 minutos, para permitir trajetos entre os 9,6 e 16 quilómetros.

O projeto está no Kickstarter, onde em menos de 24 horas ultrapassou os seus objetivos iniciais de financiamento (50 mil dólares). A campanha decorre até dia 22 de agosto próximo e de momento já soma mais de 380 mil dólares.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.