No dia 6 de fevereiro de 2023, a Turquia sofreu um dos piores abalos catastróficos da sua história moderna. Um terramoto de 7,8 na escala de Ritcher causou a morte de mais de 50 mil pessoas na Turquia e cerca de 5.900 na vizinha Síria. Pelo meio, cidades em ruínas, deixando milhões de pessoas desalojadas, como foram mostradas pelos satélites.

As equipas de resgate enfrentaram um elevado desafio para socorrer a população devido à destruição geral das cidades e aldeias em toda a região afetada. As áreas residenciais foram completamente danificadas, obrigando as equipas de socorro a criar tendas temporárias em campos de futebol. Muitas das estradas foram fechadas, levando a um congestionamento elevado do trânsito.

Veja na galeria imagens do antes e depois do terramoto na Turquia do dia 6 de fevereiro de 2023:

Poucas as estruturas que conseguiram escapar à destruição da natureza, desde prédios de habitação em Gaziantep, o seu castelo também foi fortemente afetado, com a suas muralhas a rolarem pelo monte onde está inserido. Outras cidades afetadas foram Nurgadi, Kahramanmaras, Turkoglu, Islahiye, Nurdagi e Duzici.

Segundo a NASA, o terramoto inicial teve origem numa falha 18 quilómetros abaixo da superfície, criando um abalo violento que afetou áreas de centenas de quilómetros do seu epicentro. E depois do primeiro terramoto, houve uma réplica cerca de 9 horas depois, com uma magnitude de 7,5 na escala de Richter.

Pode ver na galeria as imagens de satélite que mostram a destruição causada pelo terramoto, assim como algumas que comparam o antes e o depois da mesma região. Exemplo disso é a zona de habitação de Antakya, registado no dia 22 de dezembro de 2022 e depois do desastre natural, a 8 de fevereiro de 2023. O mesmo para Islahiye, com prédios que foram mesmo demolidos com o terramoto. O estádio de futebol de Kahramanmaras foi transformado num centro repleto de tendas para dar abrigo aos desalojados.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.