O arranque do Lisboa Games Week nesta quinta-feira foi apadrinhado pelo bom tempo, numas tréguas do S. Pedro que permitiram a entrada ordeira das centenas, ou milhares de visitantes que estiveram presentes logo na primeira hora da abertura de portas. Justifica-se a presença de muitos jovens, em dia de aulas, pelas visitas de estudo incentivadas pela Direção Geral do Ensino, que é um dos parceiros deste ano do evento.

Spyro, Hitman, Pokémon e Fallout regressam esta semana às lojas, antecipando o Natal
Spyro, Hitman, Pokémon e Fallout regressam esta semana às lojas, antecipando o Natal
Ver artigo

Ainda muitos expositores estavam a afinar os seus espaços e alguns computadores e consolas teimavam em não arrancar, problemas habituais quando se concentra num mesmo espaço tanto aparato tecnológico, e os jogos não são exceção. Mas rapidamente as unidades de experimentação dos jogos começaram a ser ocupadas. “O Resident Evil 2 só sai para o ano e já está ali para jogar”, ouviu-se uma jovem para os colegas do seu grupo. A presença de diversos títulos que só estreiam no próximo ano são sem dúvida uma das apostas vencedoras e um dos polos de atração ao evento, como aliás revelou Pedro Silveira, responsável pela organização, ao SAPO TEK.

Ainda é cedo para fazer um balanço, mas espera-se este ano 70.000 visitantes, sendo o sábado e domingo os dias que se esperam mais fortes, à luz dos anos anteriores. Para já, nas primeiras horas do evento, notou-se uma maior ocupação das três fabricantes de consolas, sobretudo a PlayStation que tem quase duas centenas de estações para experimentar jogos espalhados pelo recinto, muitas distribuídas pelos seus parceiros. A PlayStation tem sempre uma presença massiva ao longo dos anos, oferecendo experiências dos seus novos títulos, realidade virtual e até simuladores de condução, com o Gran Turismo Sport.

A Nintendo conta também com um espaço generoso, incluindo um palco onde vão ser feitas palestras e apresentações, assim como diversas consolas disponibilizando os seus novos títulos. A Microsoft também tem uma presença bem vincada, ainda que seja a mais tímida das três.

Como o SAPO TEK já havia adiantado, diversos parceiros tecnológicos prometem uma experiência emocionante para os visitantes, como a Asus, que trouxe um aparato de 100 computadores para um confronto épico de Fortnite, preenchendo a totalidade do mapa com a centena de jogadores a digladiar-se em rede local. A HP Omen também acolheu a experiência de realidade virtual da Nostalgica e a Federação Portuguesa de Futebol patrocinou, obviamente, torneios de FIFA.

Há muita coisa para assistir nos próximos dias no Lisboa Games Week, e se não tiver ficado convencido com as cinco dicas que antecipámos, visite a nossa galeria de fotos daquilo que pode ver e experienciar na edição deste ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.