Para este pequeno vídeo foram usadas 110 mil imagens obtidas através da câmara de largo ângulo do LROC, que captura imagens de 90º em modo monocromático e 60º em modo multiespectral.

As fotos foram trabalhadas para harmonizar o efeito da luz do Sol sobre a superfície da Lua, e revelam de forma mais detalhada a face oculta do satélite natural, que nunca é vista a partir da Terra porque a sua rotação está sincronizada com a translação à volta do nosso planeta. Recorde-se que só em 1993 se conseguiu cartografar a totalidade da superfície da Lua.

A missão da sonda Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) foi iniciada em junho de 2009, sendo esta a primeira a integrar a nova fase de exploração da Lua. O objectivo dos instrumentos a bordo da sonda era identificar o melhor local para as expedições previstas e já foram enviados para os cientistas mais de 192 terabytes de dados, incluindo as imagens que serviram de base a este vídeo.

No site da LRO a NASA explica o processo de obtenção das imagens e os desafios que enfrentou para a produção dos 25 segundos de imagens.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.