Os entusiastas da observação astronómica tiveram um fim de semana em cheio com a chuva de estrelas das Perseidas, que brilhou no céu e deu espetáculo. O fenómeno foi captado por fotógrafos amadores e profissionais, resultando em fotografias impressionantes.

Este ano, o fenómeno, descrito como uma das três melhores chuvas de meteoros do ano, teve início a 17 de julho, mas o pico só ocorreu na noite de 12 para 13 de agosto, com até 150 meteoros por hora. Após o pico registado este fim de semana, o número de meteoros que surgem no céu noturno até ao dia 24 de agosto vai diminuir.

Na galeria que se segue poderá encontrar imagens captadas pelas câmaras da Rede de Observação de Meteoros do Reino Unido (UKMON), além de fotografias tiradas por fotógrafos em países como Hungria, Turquia, Áustria, ou Espanha.

Clique nas imagens para ver com mais detalhe 

A chuva de meteoros das Perseidas é provocada por fragmentos do cometa 109P / Swift-Tuttle, que tem uma órbita com um período de 133 anos, deixados para trás pela sua passagem. O nome do fenómeno em si relaciona-se com o ponto de onde parecem “sair” os traços das estrelas cadentes, na constelação de Perseu.

Recorde-se que agosto reserva mais uma oportunidade para se dedicar à observação astronómica, neste caso com uma superlua no dia 31. Neste dia, há uma Lua cheia “Azul”, onde o satélite natural da Terra estará a 357.344 quilómetros de distância da Terra, num fenómeno que promete ser a superlua mais próxima e mais brilhante de 2023.

No início do mês, a Lua Cheia do Esturjão já tinha brilhado no céu e, um pouco por todo o mundo, os entusiastas da fotografia captaram fotografias impressionantes que pode recordar na galeria que se segue.

Recorde as fotografias da Lua Cheia do Esturjão 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.