Uma exposição instalada no Centro de Artes, na Madeira, está a tirar partido das novas Tecnologias de Informação e Comunicação - mais propriamente da realidade aumentada - para "tentar transportar o visitante para um estado que lhe permita uma mais profunda interpretação das fotografias".

O objetivo é explicado num comunicado à imprensa, que dá conta da inauguração da mostra na Calheta, este mês. Mas também do sucesso que a iniciativa está a ter a nível internacional, graças à aposta numa componente online, que permite a qualquer internauta, com um iPhone e uns auscultadores em seu poder, participar na experiência.

O conceito é da autoria do fotógrafo português Nuno Serrão, que para além das fotografias, é responsável pela criação da banda sonora original. É esta que, por via de uma aplicação móvel de realidade aumentada, deverá potenciar a experiência de observação das imagens.

A aplicação para o smartphone da Apple lê o código QR (código 2D) criado para cada uma das fotografias e associa-lhe uma banda sonora que é "manipulada" à medida de fatores externos como o ruído, as vozes das pessoas em redor ou a localização geográfica do utilizador.

Estamos, por isso, perante uma exposição composta pelas fotografias (patentes no Centro de Artes da Madeira ou online, no site do projeto) e por uma série de "sonoridades reativas", que provocam a tal experiência de realidade aumentada, que vai variar consoante o "visitante" esteja na sala de exposições ou sentado na sua sala, explicou o autor ao TeK.

A exposição Project Paperclip foi inaugurada a 11 de fevereiro na ilha da Madeira, onde está a ter um "bom feedback regional", afirmou Nuno Serrão, sem números para avançar. O artista destaca porém a projeção internacional que a iniciativa tem tido, tendo merecido a atenção e crítica favorável de meios especializados como o TheNextWeb ou Ubbergizmo, por exemplo.

Nuno Serrão explica que, também devido a todo o investimento de tempo e meios associado, o objetivo é que esta seja uma iniciativa à escala global, daí a disponibilização da aplicação e de imagens online, para que os internautas em qualquer parte do globo possam experimentar.

No site, há três fotografias disponíveis e abaixo reproduzimos mais uma, fornecida pelos responsáveis. A aplicação pode ser descarregada gratuitamente através do iTunes.

[caption]créditos da imagem: Project Paperclip[/caption]

Para quem não tem um iPhone - ou especial paciência para passar pela experiência - deixamos o vídeo de apresentação do projeto.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.