Depois de ter demonstrado como a herança cultural é ameaçada pelas alterações climáticas e de ter lançado uma experiência em realidade virtual para revelar os mistérios do Palácio de Versailles, a Google Arts & Culture decidiu levar os utilizadores a ver algumas das pinturas mais antigas do mundo.

Descobertas em 1994, as cavernas de Chauvet, na região francesa de Ardeche, têm no seu interior uma autêntica galeria de arte com cerca de 36.000 anos. Para evitar danificar as criações artísticas dos povos paleolíticos, o atual património mundial da UNESCO foi fechado ao público.

Clique na galeria para conhecer algumas das pinturas das cavernas de Chauvet

Para dar aos utilizadores a oportunidade de explorar as grutas pré-históricas, a Google Arts & Culture lançou o Chauvet: Meet the Ancestors, um conjunto de 54 exposições virtuais, o qual conta ainda com mais de 350 itens digitalizados. Os utilizadores poderão encontrar, por exemplo, estatuetas e objetos deixados nas cavernas, assim como modelos 3D das pinturas rupestres.

A pensar nos entusiastas da realidade virtual, a Google criou também a Chauvet: The Dawn of Art. Na experiência em VR para headsets HTC Vive e Oculus Rift, o utilizador pode explorar 12 zonas diferentes com algumas das pinturas mais famosas das cavernas: tudo isto acompanhado por comentários de investigadores e especialistas e narrado pela atriz Daisy Ridley.

Além disso, a aplicação Google Arts & Culture para Andoid e iOS conta agora com uma galeria em realidade aumentada das cavernas de Chauvet. Os mais curiosos podem também descobrir mais informações acerca das pinturas rupestres à medida que exploram um modelo 3D das paisagens pré-histórias.

Este mês estamos a celebrar os 20 anos do SAPO TeK. Saiba mais em https://tek.sapo.pt/tag/SAPOTEK20anos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.