Lançado em agosto de 2018, o satélite Aeolus da ESA tem como missão ajudar os cientistas a perceber a trajetória e o perfil dos ventos da Terra. Agora, a missão da Agência Espacial Europeia atinge um marco importante: os centros meteorológicos e investigadores na Europa vão passar a ter acesso aos dados recolhidos pelo Aeolus.

Em comunicado, Josef Aschbacher, d14iretor do departamento de programas de observação terrestre da ESA, admite que o desenvolvimento do satélite foi um processo complicado. No entanto, 20 meses após o lançamento, a missão Aeolus está a conseguir alcançar os seus objetivos.

Centros meteorológicos e cientistas já podem aceder aos dados recolhidos pelo satélite Aeolus da ESA
Perfil dos ventos terrestres traçado pelo satélite Aeolus a 6 de maio de 2020. créditos: ESA

Para poder tornar públicos os dados recolhidos pelo satélite Aeolus, a Agência teve de aperfeiçoar todos os mecanismos de recolha para garantir a exatidão da informação. De acordo com Peggy Fischer, investigadora da ESA, a tecnologia utilizada pelo Aeolus é “completamente nova” e os cientistas tiveram de reunir esforços para localizar e corrigir alguns erros e tendências desproporcionais.

A ESA elucida que o satélite utiliza uma série de instrumentos para identificar a trajetória e o perfil dos ventos da Terra. Em destaque está um sensor LIDAR especial que recorre a feixes de luz ultravioleta para determinar a velocidade dos ventos.

As informações recolhidas pelo satélite serão distribuídas em tempo quase real através do Aeolus Online Dissemination Centre, do europeu EUMETCast e do Global Telecommunication System da Organização Meteorológica Mundial. O European Centre for Medium-Range Weather Forecasts (ECMWF), no Reino Unido, já está a utilizar os dados do Aeolus para fazer previsões meteorológicas desde janeiro deste ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.