Um pequeno ponto no céu está a intrigar os astrónomos do Catalina Sky Survey (CSS) nos Estados Unidos. Os investigadores da instituição gerida pela NASA afirmam que Terra poderá ter uma nova “mini lua” temporária.

De acordo com Kacper Wierzchos e Theodore Pruyne, os investigadores por trás da descoberta, a “mini lua” é um asteróide que está “preso” no campo gravitacional da Terra. O corpo espacial designado 2020 CD3 apresenta uma dimensão entre um e seis metros.

A descoberta do novo objeto espacial já foi confirmada pelo Minor Planet Center (MPC) da International Astronomical Union. O MPC afirma que o 2020 CD3 entrou em órbita em redor da Terra há três anos e, embora seja necessária mais investigação em relação ao objeto espacial, prevê que o asteróide volte seu rumo original em breve.

Nova "mini-lua" temporária da Terra
Diagrama da órbita do 2020 CD3. Créditos: Kacper Wierzchos

O 2020 CD3 não é o primeiro asteróide a ser capturado pelo campo gravitacional da Terra. Em 2006, os astrónomos do Catalina Sky Survey descobriram um corpo espacial semelhante. Segundo o MCP, o 2006 RH120 ficou em órbita em redor da Terra durante 18 meses entre 2006 e 2007.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.