Há duas novas missões heliofísicas aprovadas pela NASA para explorar o Sol e o sistema que conduz a meteorologia espacial próxima da Terra. Esta pretende ser a contribuição da agência espacial norte-americana para as missões EUVST (Extreme Ultraviolet High-Throughput Spectroscopic Telescope Epsilon Mission) e EZIE (Electrojet Zeeman Imaging Explorer). Nomes complexos para missões que pretendem, no fundo, ajudar a compreender o Sol e a Terra como um sistema interconectado.

Com isto, os cientistas procuram estudar as físicas que conduzem o vento solar e as explosões solares, que incluem as erupções solares e as ejeções de massa coronal, para que um dia ajudem à previsão da ocorrência destes eventos, que têm impacto tanto na tecnologia, como na exploração do espaço.

Segundo a NASA, a missão EUVST será conduzida pela agência japonesa JAXA em cooperação com parceiros internacionais e está apontada para ser lançada em 2026. Trata-se de um telescópio que vai estudar como a atmosfera solar liberta os ventos solares e conduz às erupções do material solar.

Este fenómeno propaga-se a partir do Sol e influencia o ambiente de radiação espacial em todo o sistema solar. Para ajudar na missão, a NASA vai contribuir com um detetor de ultravioleta, eletrónica e outros elementos de hardware e software, num orçamento de 55 milhões de dólares.

Relativamente ao projeto EZIE, este vai estudar as correntes elétricas que ligam a atmosfera terrestre à magnetoesfera do nosso planeta, que responde à atividade solar e outros fatores, conhecido como Eletrojato auroral. O fenómeno que causa as auroras pode também interferir com os sinais de radio e comunicações, podendo danificar as naves em órbita. O projeto será lançado a partir de junho de 2024, contando com um orçamento de 53,3 milhões de dólares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.