O L 98-59b está a 34,6 anos luz de distância e apresenta uma temperatura que ronda os 330 ºC, sendo 10% mais pequeno do que a menor descoberta anterior do satélite. O seu tamanho varia entre a dimensão de Marte e da Terra, confirma a NASA.

Para o astrofísico do Goddard Space Flight Center da NASA, Veselin Kostov, "a descoberta é uma grande realização científica e de engenharia". De acordo com o especialista, este sistema tem potencial para a realização de “futuros estudos fascinantes”, ao facilitar a descoberta de outros exoplanetas.

Em abril o mesmo satélite descobriu o primeiro exoplaneta do tamanho da Terra, a sua 10ª “confirmação”. A equipa da NASA pretende agora continuar a detetar mais dados sobre os planetas já conhecidos e possivelmente identificar mais.

Lançado a 16 de abril de 2018, o TESS tem como objetivo identificar novos exoplanetas. O satélite veio substituir o telescópio espacial Kepler e contou com "mão portuguesa". Tiago Campante, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, esteve envolvido no planeamento científico, nomeadamente na seleção de estrelas-alvo a observar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.