É preciso recuar cinco anos no tempo para a data do anúncio do camião semirreboque elétrico da Tesla. Na altura foi prometido o início de produção em 2019, escorregando para 2020, até que a pandemia alterou os planos da fabricante mais uma vez. Desde então, tem sido constantemente adiado, devido à crise de semicondutores e a falta de baterias. Mas parece que é desta que os planos se alinham.

E foi o próprio Elon Musk que partilhou na sua conta do Twitter que o camião tinha finalmente entrado em produção e que as primeiras unidades seriam entregues em dezembro. O primeiro cliente a atualizar a frota é a Pepsi, a conhecida marca de bebidas do grupo Pepsico. A empresa encomendou 100 veículos elétricos assim que a Tesla fez a sua revelação, aguardando desde dezembro de 2017 a sua entrega. A reserva de cada camião era de 5.000 dólares.

Mas a corrida pela mobilidade elétrica de camiões de grande porte começou e já há outras grandes empresas interessadas. A Walmart, Anheuser-Busch e a UPS também já terão encomendado veículos à Tesla, segundo aponta o TechCrunch.

O Tesla Semi, como foi batizado, é um camião totalmente elétrico de Classe 8, ou seja, semirreboques de oito rodas, construídos para percorrer grandes distâncias na entrega de mercadorias. Quando foi anunciado, o veículo prometia uma autonomia de cerca de 800 quilómetros em autoestrada, puxando um reboque de 40 toneladas.

Veja na galeria imagens do Tesla Semi

Outra promessa é que este seria o camião mais rápido do mundo, tendo a capacidade de acelerar para atingir 96 km/h em apenas 20 segundos. Sem carga, bastam cinco segundos para atingir essa velocidade. Uma autêntica “besta” do asfalto que poderá contribuir para um meio ambiente mais verde e sustentável.

A autonomia de 800 quilómetros pode não ser muita para um camião deste porte, mas é aqui que entram os Megachargers da Tesla, igualmente anunciados no evento de apresentação (e que provavelmente já evoluíram), onde se prometia o carregamento em 30 minutos de bateria para 640 quilómetros.

Super camião da Tesla trouxe novo Roadster de 200.000 dólares a reboque
Super camião da Tesla trouxe novo Roadster de 200.000 dólares a reboque
Ver artigo

O camião oferece ainda um grande para-brisas à prova de impactos e o condutor está sentado numa posição central do habitáculo, tendo uma visão mais ampla da estrada. A partir do dia 1 de dezembro, pelo menos nos Estados Unidos, vai começar a ver os Tesla Semi a circular. Certamente que não vai deixar ninguém indiferente

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.