A estrela “canídea” robótica da Boston Dynamics já saltou do laboratório para o “mundo do trabalho” em novembro do ano passado. Depois de a Polícia do Estado norte-americano de Massachusetts testar o Spot para ajudar as pessoas em ambientes potencialmente perigosos, o cão-robot ganhou uma nova missão em Singapura.

O Spot está a ser utilizado pelas autoridades do país para assegurar que a população está a cumprir as normas de distanciamento social em espaços públicos. De acordo com a agência governamental GovTech, o robot vai patrulhar parques e transmitir mensagens através dos seus altifalantes para informar os transeuntes das regras que devem seguir.

O autómato da Boston Dynamics já fez a sua estreia no parque Bishan-Ang Mo Kio e pode vê-lo em ação num vídeo captado pelo jornal local The Straits Times.

O Spot está equipado com um conjunto de câmaras que garantem que o robot não esbarra nas pessoas ou objetos na rua. Além disso, conta com um software que permite estimar o número de indivíduos num local. A agência do governo de Singapura sublinha que as câmaras não serão usadas para recolher informação acerca da população nem monitorizar a movimentação de determinados indivíduos.

Do laboratório para parques em Singapura: O Spot está a ajudar as autoridades na luta contra a COVID-19
O Spot da Boston Dynamic em patrulha no parque Bishan-Ang Mo Kio em Singapura. créditos: The Straits Times; Gin Tay

O cão-robot vai continuar os testes de patrulha até 22 de maio sendo acompanhado por um funcionário do parque para evitar possíveis acidentes. Até foram colocados vários avisos para alertar a população para não “incomodar” o robot. Se tudo correr bem, mais exemplares do Spot poderão ser colocados noutros parques do país. Além do Spot, o Governo de Singapura também está a usar uma frota de 30 drones em parques públicos para monitorizar a circulação da população.

Como as autoridades europeias estão a usar drones para evitar propagação da COVID-19
Como as autoridades europeias estão a usar drones para evitar propagação da COVID-19
Ver artigo

Os robots estão a ajudar o mundo na luta contra a pandemia de COVID-19: desde os drones usados pelas autoridades na Europa, aos autómatos em hospitais, lares de idosos e até mesmo supermercados um pouco por todo o mundo.

Na China, outrora o epicentro da pandemia, os robots foram frequentemente utilizados para ajudar a travar a disseminação da doença e a realizar funções que, devido ao elevado nível de proximidade com outras pessoas, se tornaram demasiado arriscadas para certas profissões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.