A grande maioria das empresas está a falhar na sua preparação básica para a entrada em vigor do RGPD, de acordo com os resultados de um estudo global realizado pela Commvault, em que apenas 12% afirmam estar prontas para a implementação do novo regulamento geral de proteção de dados europeus em maio de 2018.

Novas regras sobre proteção de dados traduzidas “por miúdos”
Novas regras sobre proteção de dados traduzidas “por miúdos”
Ver artigo

O estudo da Commvault revela algumas conclusões importantes no que se refere à administração da informação pessoal que circula nas empresas. Por exemplo, apenas 18% indicam que têm a capacidade de eliminar dados on demand de todos os seus repositórios de armazenamento. E só 9% acreditam que poderão anonimizar os seus dados de forma efetiva sempre que seja necessário. São ainda menos as empresas que acreditam poder examinar e transferir dados para outra organização a pedido de um utilizador: 8%.

Opinião: GDPR, prepare-se para 2018
Opinião: GDPR, prepare-se para 2018
Ver artigo

No que se refere a outra das questões chave do RGPD – o direito ao esquecimento – apenas 16% das organizações inquiridas afirmaram que seriam capazes de localizar de uma forma imediata os dados dos indivíduos, para poderem garantir-lhes este direito. Já 36% indicaram que lhes levaria horas a recolher estes dados, 25% que necessitariam de dias e 18% que necessitariam de semanas. Mais grave ainda: 5% admitiram mesmo não ter forma de encontrar estes dados.

O estudo revela ainda que 89% das organizações e pessoal de TI admitem estar confusos em relação a alguns dos elementos chave do novo regulamento, o que revela uma falha considerável entre o conhecimento atual e as implementações fundamentais requeridas para estabelecer uma estratégia de gestão de dados que permita o cumprimento do RGPD.

Só 21%, por exemplo, compreendem bem o que significa RGPD na prática e só 18% entendem que dados a sua empresa tem e onde estão localizados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.