As escolas secundárias norte-americanas estão a ponderar vetar a entrada de alunos nos exames caso estes possuam leitores de música digitais, tais como iPods, Zune, entre outros. Em causa está a possibilidade de os jovens poderem levar para os testes a matéria de estudo gravada nos dispositivos.



A decisão surgiu depois de alguns alunos de uma escola em Mountain View, na Califórnia, terem sido apanhados a fazer o download de fórmulas para os seus reprodutores.



Shana Kemp, presidente da Associação de Reitores de Escolas Secundárias dos Estados Unidos, alega que ainda não são conhecidos dados que indiquem a dimensão do número de incidentes, embora seja do seu conhecimento que muitas escolas já proibiram a entrada de reprodutores digitais nas suas instalações, publica a Associated Press.



Banir equipamentos digitais e telemóveis em escolas é uma prática cada vez mais comum nas escolas de todo o mundo. Em Itália os alunos arriscam-se a não fazer exames caso utilizem telemóveis nas aulas e o mesmo acontece em colégios no Canadá e até na Universidade da Tasmânia, na Austrália.


Aqui, os alunos não só estão proibidos de utilizar telemóveis e leitores de MP3 como também de utilizar dicionários electrónicos, leitores de CD e equipamentos de verificação ortográfica.



Notícias Relacionadas:

2007-03-16 - Uso de telemóvel na escola pode conduzir a expulsão dos exames finais na Itália

2003-09-22 - Escolas norte-americanas estabelecem regras para uso de PDAs e telemóveis nas aulas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.