O título da Epic Games viu, mais uma vez, o seu sucesso confirmado, ao atingir a bela marca de 200 milhões de jogadores registados.

O valor, avançado pela Bloomberg, representa uma subida de 60% face às 125 mil contas existentes em junho último, estando cinco vezes acima (ou 500%) dos números do início do ano. Especificamente no que diz respeito aos jogadores ativos, os dados mais recentes são de agosto, indicando que rondariam os 78,3 milhões nesse mesmo mês.

Lançado em julho de 2017 em formato battle royalle, Fortnite coloca 100 jogadores numa ilha a lutarem pela sua sobrevivência. Vai na sua sexta temporada - prestes a estrear a sétima - e permanece gratuito, estando disponível em várias plataformas, desde as tradicionais consolas aos smartphones.

Fortnite: A história começou morna, mas tem tudo para "explodir" em Hollywood
Fortnite: A história começou morna, mas tem tudo para "explodir" em Hollywood
Ver artigo

À medida que soma fãs, também acumula receitas, provenientes da venda de vários itens e acessórios, em que as skins lideram, mas também de toda o "culto" gerado em redor do fenómeno, desde o merchandise aos vídeos no YouTube.

Os dados mais recentes indicam que o jogo amealhou mais de 1.200 milhões de dólares, desde o lançamento até ao final de maio. Só em abril último, Fortnite terá gerado receitas de 250 milhões de dólares.

A Bloomberg estimava na altura que o título consiga chegar aos 2.000 milhões de dólares este ano, elevando o valor da Epic Games para entre 5.000 a 8.000 milhões de dólares - sendo que 40% da empresa pertence à chinesa Tencent depois da aquisição em 2012 por 825 milhões. Já o dono da empresa, Tim Sweeney amealhou cerca de 75 milhões de dólares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.