Em breve poderá surgir no mercado um novo sistema de vigilância de navegação na Internet, mais poderoso do que os actuais cookies. Embora com a denominação provisória de "son of cookie" - válido para "filho do cookie" -, o novo sistema não se baseia nos mesmos. Em vez disso, destina-se a substituí-los, de acordo com o explicado pelo site de notícias de tecnologias da informação The Register.



Entre outras características, os sensores utilizados pelo novo software podem ser individualmente adaptados a qualquer internauta, são difíceis de detectar e apagar e podem bloquear o acesso a sites, documentos, dados, emails entre outras coisas que se baseiem em conteúdos.



O The Register cita um comunicado de apresentação do sistema em desenvolvimento na Universidade britânica de Strathclyde onde se afirma que o mesmo poderá vir a oferecer informação altamente detalhada sobre as "movimentações" dos internautas enquanto navegam para estudos de mercado, servindo igualmente para "vigilância na Internet e na informática em geral a pedido de organizações comerciais, corpos governamentais e estabelecimentos de ensino".



No mesmo documento de apresentação menciona-se ainda que serão desenvolvidas "salvaguardas apropriadas" paralelamente à própria tecnologia, de modo a impedir abusos na sua utilização - o que, mediante as capacidades inicialmente publicitadas, pode não bastar para deixar os internautas descansados.



Os criadores do novo sistema receberam recentemente a aprovação da Scottish Enterprise para a sua comercialização.



Notícias Relacionadas:

2001-11-14 - Parlamento Europeu aprova proposta de directiva sobre privacidade

2001-11-02 - Comissão Europeia quer banir utilização de cookies

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.