A Comissão Europeia revelou que 25 países europeus, incluindo Portugal, assinaram a Declaração de Cooperação na Inteligência Artificial, que coloca os Estados-membros na mesma rota de cooperação para encontrar medidas e estratégias para superar os desafios ligados à utilização da IA na sociedade e economia dos cidadãos. O acordo foi anunciado durante a conferência Digital Day a decorrer em Bruxelas.

Os problemas e desafios ligados à inteligência artificial, desde a pesquisa e desenvolvimento de soluções para manter a Europa competitiva, assim como lidar com as questões éticas e legais e o impacto da mesma na sociedade e economia. Segundo o documento, a tecnologia em torno da IA é cada vez mais essencial no crescimento económico através da digitalização da indústria, ajudando a resolver problemas levantados pelas alterações climatéricas, a cibersegurança, entre outras áreas vitais.

Carros autónomos: Portugal e Espanha assinam acordo para 5G em "corredores" europeus
Carros autónomos: Portugal e Espanha assinam acordo para 5G em "corredores" europeus
Ver artigo

Uma das principais medidas do acordo é antecipar o impacto da inteligência artificial no mercado de trabalho e tomar medidas éticas e legais durante o processo de modernização da Educação na Europa e os sistemas de treino dos cidadãos. No documento da Declaração de Cooperação na Inteligência Artificial são listadas ao pormenor as preocupações emergentes na introdução da IA e machine learning na vida da sociedade e as medidas a serem consideradas para que a tecnologia seja implementada e utilizada de fora transparente e segura.

De um modo geral, os Estados-Membros concordaram em trabalhar para reforçar os centros europeus de pesquisa de inteligência artificial, assim como criar sinergias em Research & Development de IA e distribuir esquemas de financiamento pelos países. Todos os Estados devem partilhar o impacto da IA na sua sociedade e economia.

Portugal esteve representado no Digital Day pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, que assinou a declaração de cooperação no domínio da Inteligência Artificial com outros Estados-membros.

A tecnologia de Blockchain foi também um tema de debate durante o Digital Day, centrado na criação do Observatório e Fórum da EU pretendendo destacar os principais desenvolvimentos do sistema e estudar os seus impactos nas mais variadas áreas, como adiantou ontem o SAPO TEK.

Durante a conferência, concluiu-se que os próximos passos a dar para explorar o potencial do Blockchain passam por melhorar os serviços fronteiriços da Europa, incluindo a informação do VAT, a taxação, registos do negócio e cargo, a alfândega, relatórios financeiros e ambientais das empresas, entre outros documentos relacionados com o registo de saúde.

Nota da Redação: Foi feita uma correção no título. São 25 e não 27 os países que assinaram o acordo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.