Ao longo de 2018 foram vendidos mais de um bilião de chips em todo o mundo, valor que representa um novo recorde para a indústria dos semicondutores.

As vendas saldaram-se em 468,8 mil milhões de dólares (cerca de 409,1 mil milhões de euros) de receita, numa subida de 13,7% comparativamente a 2017, de acordo com os dados da World Semiconductor Trade Statistics (WSTS).

Os valores, contudo, ficam ligeiramente “ensombrados” pela comparação nos resultados trimestrais, já que as vendas de 114,7 mil milhões de dólares registadas entre outubro e dezembro foram 8,2% mais baixas do que o verificado entre julho e setembro.

"O crescimento do mercado abrandou na segunda metade do ano, mas a perspetiva de longo prazo mantém-se forte", sublinhou John Neuffer, presidente e CEO da SAI, em comunicado.

A China e os Estados Unidos foram as regiões que registaram maior crescimento, respetivamente de 20,5% e 16,4%. Por categoria, os mais vendidos foram os chips de memória, que originaram 158 mil milhões de dólares, num aumento de 27,4%.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.