O 33º maior computador do mundo pertence à Força Aérea dos Estados Unidos. É o mais rápido do departamento de defesa e uma ajuda de peso em tarefas de investigação ou no processamento de imagens de satélite. Esta máquina na verdade são várias … PlayStation 3.


Fazem este supercomputador 1760 consolas, a funcionar em uníssono e sem drive Blu-ray porque jogar não é de todo o objectivo do investimento, conforme explicou Mark Barnell, director do laboratório de computação de alta performance da Força Aérea norte americana, citado na imprensa internacional.


O responsável explica que as consolas permitem uma capacidade de computação de 500 teraflops, a um custo e com um consumo energético significativamente menor que o de um sistema de computação convencional com as mesmas características.


Segundo Barnell, a combinação das consolas - que é designada por Condor Cluster - permite manter uma capacidade de computação que custaria 10 ou 20 vezes mais, usando um sistema convencional. No que se refere ao consumo energético o mix de consolas representa uma poupança de 1 para 10.


Na base da terceira geração da consola de jogos da Sony está o processador Cell, desenvolvido em parceria por empresas como a Sony, IBM e Toshiba durante vários anos. Embora a consola esteja no mercado há já algum tempo, a sua capacidade de processamento continua a ser requisitado para a participação em clusters com alguma frequência.


Existem aliás vários projectos que admitem capacidade de computação da PS3 como apoio a projectos de investigação científica. O mais conhecido é provavelmente o Folding@home.



Nota de redacção: Corrigida referência aos fabricantes do Cell e à capacidade do supercomputador feito de PS3.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.