As vendas de computadores baixaram 3,1% na Europa durante os três primeiros meses de 2012 e Portugal foi um dos mercados, a par da Espanha, Grécia e Itália, com maior quebra registada.

Os dados são da Gartner , que aponta o Reino Unido e a Alemanha como os países com melhor prestação, num período em que terão sido comercializados 15,5 milhões de PCs em toda a Europa.

O segmento de consumo sofreu um decréscimo de 3,8% face a igual período de 2011, enquanto as vendas no mercado profissional baixaram 2,5%.

Por produtos, a venda de portáteis caiu 5,1%, mas os computadores de secretária conseguiram registar uma muito ligeira subida (0,3%), impulsionada pela procura no segmento profissional.

Os números registados são, segundo a Gartner, resultado do facto de os consumidores preferirem comprar equipamentos como smartphones ou tablets, no lugar dos computadores.

No que diz respeito aos PCs, a HP continua a liderar o mercado europeu com uma quota de 22,9%, bem à frente dos 14,6% da Acer - que tem vindo a perder terreno -, ou dos 9,5% da Asus.

Atualmente com uma quota de 8,6%, a chinesa Lenovo foi quem mais cresceu no primeiro trimestre de 2012 face ao ano anterior (34,6%), segundo os dados da consultora.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Patrícia Calé

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.