Os assistentes virtuais são cada vez mais comuns, entre a Siri da Apple, o Google Assistant, Alexa da Amazon ou a Cortana da Microsoft. Mas utilizar os sistemas em público pode ser constrangedor, e nesse sentido a Microsoft registou uma patente de um módulo capaz de detetar comandos de voz “silenciosos”.

Segundo o registo, o sistema consegue detetar sussurros ou comandos de voz extrapolados da corrente de ar gerada das palavras. O módulo poderá ser utilizado em diferentes tipos de dispositivos para além dos smartphones, tais como os relógios inteligentes, microfones dos auscultadores e até um comando de televisão.

“Apesar dos comandos de voz terem sido melhorados, estes ainda são raramente utilizados em público, e mesmo no escritório ou casas”, é referido no documento da patente, destacando que se trata de problemas sociais e que não existe uma forma fácil de os corrigir. Além disso, as pessoas têm receio de partilhar algum dado pessoal em público. O sistema da Microsoft chama-se “Silent Voice imput” e permitirá as pessoas interagirem com os seus dispositivos de uma forma mais discreta.

Apesar da “boa vontade” da gigante tecnológica, para o sistema trabalhar, a boca terá de estar a poucos milímetros do microfone ou sensor. E se pode parece estranho falar para o dispositivo em público, “brincar” aos detetives como o Dick Tracy, encostando o relógio à boca para falar não melhora a situação. Obviamente que se trata apenas de uma patente, e muito pode mudar em relação a um eventual produto comercial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.