O relatório que todos os anos o governo norte-americano produz acerca do nível de segurança das redes informáticas das suas agências federais atribui ao mesmo um "D+", uma melhoria muito ligeira face ao "D" - correspondente ao nosso medíocre - registado em análise idêntica do ano passado.



O Federal Computer Security Report, conduzido pelo House Government Reform Committee e baseado nos relatórios fornecidos pelos inspectores gerais de cada uma das agências, cita casos de classificações excepcionais, mas também os piores exemplos, assim como deixa detalhes sobre os desafios remanescentes que se colocam às agências.



O relatório mostra que um terço das 24 maiores agências recebeu notas baixas, entre as quais alguns dos departamentos mais importantes da infra-estrutura norte-americana, como o Department of Homeland Security, o Department of Commerce e o Department of Energy, todos com classificação "F".



Os departamentos da Justiça e o dos Transportes são citados como aqueles que mais melhoraram na protecção das suas redes informáticas, face à análise anterior.



"São muitas as agências que continuam a obter nota baixa e isso é inaceitável", afirmou Tom Davis, presidente do comité responsável pelo relatório durante uma conferência de imprensa de apresentação do mesmo, que contudo considera que ao mesmo tempo surgiram casos notáveis.



Tom Davis felicitou cada departamento e os seus responsáveis pelo esforço continuado que têm conduzido nesta matéria, referindo que as melhorias registadas, embora ligeiras, mostram que as equipas têm o relatório em consideração e seguem os seus conselhos.



Notícias Relacionadas:

2003-12-10 - Agências federais continuam a proteger mal as suas redes informáticas

2001-11-12 - Redes federais norte-americanas falham em testes de segurança informática

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.