Noticia o MSPoweruser que a Microsoft adicionou uma “funcionalidade de última hora” à Creators Update do Windows 10 que inclui a opção de apenas as aplicações da Windows Store terem permissão para serem instaladas. Relembra-se que a Creators Update é uma das duas grandes atualizações que o sistema operativo da Microsoft vai receber este ano, devendo chegar em abril a todos os utilizadores.

A confirmar-se, esta será uma funcionalidade semelhante ao que a Apple tem no macOS para prevenir que aplicações que não estejam na loja sejam instaladas. No entanto, esta funcionalidade será opcional e a Microsoft não a deverá colocar como obrigatória de raiz.

O alegado Windows 10 Cloud, uma versão mais leve do Windows 10 que será um concorrente do ChromeOS que ainda não foi confirmado pela empresa, deverá ter esta funcionalidade obrigatória e os utilizadores não deverão ter a oportunidade de instalar aplicações que não estejam presentes na loja da Microsoft.

Deste modo, a tecnológica de Redmond poderá fazer com que a pirataria de software diminua, ao mesmo tempo que a segurança dos computadores aumenta, uma vez que só programas e aplicações verificadas pela equipa da Microsoft entram na Windows Store.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.