Em março de 2021 a Xiaomi revelou que pretendia avançar na área dos veículos elétricos inteligentes e nos últimos meses a empresa tem vindo a reforçar a equipa de desenvolvimento e a tecnologia de condução autónoma, com aquisições de empresas como a DeepMotion e a Shendong Technology, entre uma dezena de startups ligadas a este sector onde já investiu mais de 285 milhões de euros.

A promessa de ter carros desenvolvidos pela Xiaomi ficou mais próxima como o anúncio da divisão de automóveis Xiaomi Automobile setembro do ano passado e a tecnológica está a trabalhar na tecnologia de condução autónoma Xiaomi Pilot Technology, que foi revelada oficialmente no mesmo dia em que a empresa apresentou  o dobrável MIX Fold 2.

O plano é investir mais de 475 milhões de euros só na primeira fase de desenvolvimento de inovação para a tecnologia de condução autónoma e para isso a empresa criou uma equipa com mais de 500 profissionais que deverá chegar a 600 pessoas até ao final do ano.

Em conferência de imprensa, Lei Jun, fundador, presidente e CEO da Xiaomi, adiantou que "a tecnologia de condução autónoma da Xiaomi adota uma abordagem full stack  autodesenvolvida e o projeto fez progressos para além das expectativas".

A empresa mostrou um teste da tecnologia de condução autónoma com um vídeo onde põe à prova no terreno os algoritmos desenvolvidos e a capacidade para lidar com os vários desafios que vão surgindo na estrada.

Xiaomi Pilot Technology
créditos: Xiaomi

Os responsáveis da Xiaomi não escondem que o objetivo é ser líder na indústria de veículos elétricos inteligentes em 2024 e a empresa quer cobrir todas as áreas, desde o desenvolvimento de hardware e software aos algoritmos de condução autónoma e a forma como gere os dados.

O vídeo revelado durante a apresentação mostra também um sistema de estacionamento automático com vários cenários, entre os quais o carregamento automático com braço robotizado. A empresa diz que, no futuro, serão disponibilizados outros serviços de estacionamento que vão juntar características de IA e de serviço orientado, respondendo às diferentes regulamentações de cada país.

A Xiaomi pretende criar uma frota de 140 veículos de teste na primeira fase do desenvolvimento da tecnologia de condução autónoma, sendo os carros testados individualmente a nível nacional.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.