A Comissão Europeia parece estar empenhada em evitar que uma situação ao estilo Cambridge Analytica tenha lugar nas próximas eleições “comunitárias”.  Da agenda de Bruxelas faz por isso parte a intenção de reforçar as regras de financiamento dos partidos europeus, impondo multas a quem usar os dados dos eleitores de forma a influenciar os resultados.

Investigador do Facebook diz que não foram cedidos dados de europeus à Cambridge Analytica
Investigador do Facebook diz que não foram cedidos dados de europeus à Cambridge Analytica
Ver artigo

Segundo uma proposta de emenda, as multas irão rondar os 5% do orçamento anual do partido em questão, segundo avançou este domingo o Financial Times. Os termos ainda não estão finalizados e por isso poderão mudar. A proposta terá de contar com o voto favorável do Parlamento Europeu e com a aprovação de cada um dos Estados-membros.

Há, contudo, um forte empenho para que a emenda passe rapidamente, nota o Financial Times. As próximas eleições europeias têm lugar em maio de 2019 é há a preocupação de que fações anti-UE tentem condicionar os resultados, alterando o “sentimento” europeu geral.

Com as multas, Bruxelas quer desincentivar os partidos a aceitarem os dados sem verificar a forma como foram obtidos – e dessa forma dissuadir quem os obtém, em primeiro lugar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.