Para tal os pais deverão definir as opções de segurança da conta em conjunto com os seus filhos e ir explicando os motivos porque o fazem.

O primeiro passo é aceder ao menu "atualizar informação" da conta e editar a informação básica, como os contactos, a educação e os interesses, de forma a proteger a informação publicada nos perfis.

Os educadores devem certificar-se de que as definições de privacidade incluem sempre apenas os "amigos", ao invés da indicação "público" e não deverão deixar visível qualquer informação pessoal como morada, telefone, etc.

Da mesma forma, os pais podem ajudar os filhos a configurar as "Definições e ferramentas de privacidade". Para isso, basta clicarem no botão mais à direita do ecrã, no topo, (junto ao local onde se clica para fazer log out) e escolher "Definições" e depois, à esquerda, selecionar "Privacidade".

Nesta área é possível configurar a privacidade das fotografias publicadas e das atualizações, bem como controlar se a conta aparece em pesquisas públicas. Não esquecer as definições da cronologia e de identificação, garantindo que os tags são restritos a amigos, para que as imagens que os amigos publicam fiquem disponíveis apenas para amigos.

Outro aspeto igualmente importante é garantir que os seus filhos têm as "Notificações de Acesso" e as "Aprovações de Acesso" pré-definidas (na página das "Definições", clicando em "Segurança"). Isto porque através das "Notificações de Acesso", o Facebook envia um alerta sempre que alguém faz login na conta a partir de um novo dispositivo.

Já as "Aprovações de Acesso" funcionam como as "Notificações de Acesso", mas trata-se de uma medida extra; ao ativarmos estas notificações é-nos pedido para introduzir um código sempre que fizermos login a partir de um novo computador, telemóvel ou tablet. Após fazermos o login, teremos a opção de dar um nome ao dispositivo em questão e associá-lo à nossa conta.

Não será necessário introduzirmos o código sempre que se acede ao Facebook através destes dispositivos: o Facebook fica com a informação de que é o utilizador que está a aceder, mas a partir de um dispositivo diferente. Além disso, recebemos também um email a confirmar que foi feito o login a partir de um dispositivo diferente.

Acima de tudo, "o mais importante é poder conversar com os seus filhos sobre segurança na internet. Afinal, os controlos técnicos nem sempre resolvem todos os problemas", refere a equipa do Facebook, acrescentando que o ideal é ter conversas sobre segurança e tecnologia "tão cedo e tão frequentemente quanto se abordam temas como segurança na escola, no carro, etc".

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.