“Acreditamos que todos devem ter o poder de criar, de compartilhar ideias e informações instantaneamente, sem qualquer obstáculo”. Este é o texto que abre a página de regras do Twitter.

Dito assim parece que o Twitter é uma rede social a tender para a anarquia, onde tudo pode ser dito e partilhado. É de facto uma das redes sociais que garante uma grande liberdade de conteúdos, mas é também uma das que mais tem lutado contra os conteúdos abusivos e ofensivos.

Ainda ontem, 29 de dezembro, a plataforma de microblogues atualizou os termos de utilização, simplificando a linguagem usada. Objetivo: garantir que não há desculpas no que diz respeito a utilização abusivas.

Mas este foi apenas o último esforço num ano em que a rede social dedicou-se de facto a tentar ‘limpar’ a plataforma dos utilizadores agressivos, outros que praticam assédio e ainda dos que têm atitudes abusivas.

Mas o que pode ou não pode ser dito numa plataforma de “liberdade”, mas que lutado por limitar essa mesma “liberdade”?

Os elementos e sistemas automáticos da rede social vão atuar - leia-se, bloquear a sua conta, caso:

- falsifique ‘certificados’ de aprovação como o símbolo de perfil verificado ou a imagem de tweet promovido;
- cometa infrações no campo dos direitos de autor;
- use imagens pornográficas ou excessivamente violentas nas imagens de perfil, capa ou de plano de fundo;
- mostre imagens de pessoas mortas de forma explícita;
- use o Twitter para praticar ou auxiliar atividades ilegais;
- faça ameaças violentas, diretas ou indiretas;
- promova o terrorismo;
- caso cometa atos de assédio e de abuso;
- tenha uma conduta de propagação de ódio;
- crie várias contas para promover assédio ou abuso;
- partilhe informações privadas de outras pessoas;
- assuma a entidade de outras pessoas com o objetivo de enganar os utilizadores;
- abuse na criação de nomes de utilizadores, tendo em vista a sua venda ou o simples impedimento de outras pessoas os domínios;
- pratique atos de spam, como enviar mensagens em grande número para os utilizadores;
- publique links e conteúdos que direcionem os utilizadores para páginas que contenham malware;

Para mais pormenores sobre as condutas do Twitter pode consultar a página de regras da rede social.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.