A impossibilidade de reproduzir ficheiros comercializados no iTunes em leitores de MP3 que não sejam iPod gera polémica há já algum tempo. Desta vez, um grupo de consumidores europeus, constituído por membros alemães, franceses, noruegueses e finlandeses, anunciou que pretende fazer pressão junto da empresa de Steve Jobs para que esta deixe de exercer "práticas anti-concorrenciais".



Os utilizadores acreditam que através da união serão ouvidos e conseguirão fazer com que a Apple permita a interoperabilidade entre os sistemas ao permitir que os ficheiros que compram sejam reproduzidos livremente, independentemente dos dispositivos usados.



Em países como a Noruega, onde a compra de música digital é uma prática comum, os defensores dos direitos do consumidor afirmam que será dado um prazo de oito meses, até Setembro, para a modificação das normas impostas pela Apple, caso contrário, a empresa será sujeita a acções legais e multas.



Apesar de ser constantemente criticada na Europa pelas suas políticas de protecção de direitos digitais, a fabricante do leitor de MP3 mais famoso do momento, afirma que as suas práticas só são consideradas monopolistas no continente europeu pelo que não tenciona modificar a sua estratégia.

Notícias Relacionadas:

2006-06-09 - Apple pressionada pela exclusividade entre iPod e iTunes

2006-05-19 - Apple e Creative em nova guerra de patentes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.