Um estudo elaborado pela universidade britânica, De Montfort, concluiu que 70% das crianças com idades inferiores a 12 anos passa quatro ou mais horas, por dia, nas redes sociais. 12,5% das 60 inquiridas no âmbito desta pesquisa afirmou ter o hábito de acordar a meio da noite para verificar as notificações que recebeu no telemóvel enquanto dormia.

Segundo os dados avançados, os hábitos de utilização das redes sociais estão a fazer com que estas crianças percam cerca de uma noite de sono por semana.

John Shaw, professor de psicologia na instituição e responsável pelo estudo, indica que estas crianças deviam dormir de nove a 11 horas por noite, de acordo com as orientações do serviço nacional de saúde do Reino Unido. No entanto, a média dos inquiridos fica ligeiramente abaixo do mínimo ideal.

"O chamado Fear Of Missing Out (ou FOMO), que é estimulado pelas redes sociais, está a afetar o sono destas crianças. Elas querem saber o que os amigos estão a fazer e se não estão online quando uma coisa acontece, sentem que não estão a fazer parte dela", afirma Shaw.

Instagram multado em 405 milhões de euros por violar privacidade de dados de crianças
Instagram multado em 405 milhões de euros por violar privacidade de dados de crianças
Ver artigo

"É um ciclo vicioso. Se te sentes mais ansioso, é provável que passes mais tempo nas redes sociais e isso, por sua vez, faz com que te sintas mais ansioso. Em adição, estás a olhar para uma coisa estimulante que adia o teu sono", remata.

90% dos inquiridos responderam estar no TikTok, ao passo que 84% afirmam estar no Snapchat, o que faz destas plataformas as mais populares junto deste segmento etário. Dois terços confessam utilizar as redes sociais nas horas que antecedem o sono.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.