A Anacom revelou que a sua plataforma de medição de velocidade e qualidade de internet teve um aumento considerável de testes. Desde o início do ano até ao dia 19 de abril, mais de um mês após a confirmação do estado de emergência da pandemia de COVID-19, a plataforma NET.mede, via browser, registou um aumento considerável de acessos de utilização.

tek net-mede
Número de testes em acessos móveis do Net-mede.

Esse aumento ocorreu tanto em equipamentos com acesso fixo residencial, como também nos aparelhos móveis. Apenas durante o fim-de-semana se verificou uma diminuição de testes realizados. A reguladora afirma que antes da pandemia havia uma média de 2.000 testes por dia na sua plataforma, mas com a pandemia os valores mais do que duplicaram. Na última semana, entre 13-19 de abril foram feitos 4.515 testes diários, um volume também registado antes da Páscoa e no início da pandemia.

Já os testes realizados em equipamentos fixos, antes do dia 12 de março, havia picos registados entre as 18 e as 22 horas. A partir dessa data, que ditou o Estado de Emergência, o número aumentou, verificando-se sobretudo picos entre as 15 e as 19 horas, diminuindo a partir daí, refletindo-se a necessidade de manter velocidades consistentes devido ao teletrabalho e ensino à distância.

Lisboa e Vale do Tejo foi a região com maior aumento nos acessos fixos, registando 1.494 testes diários, numa subida de 220%. A região também viu aumentar o número de acesso móveis com mais de 544 testes diários. Na análise por concelho, Lisboa e Porto foram os que realizaram mais testes, seguindo-se Oeiras e Palmela.

tek net-mede
Distribuição do número médio de testes diários pelos 30 concelhos com mais testes- acessos fixos residenciais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.