A batalha jurídica que decorre entre o Facebook e o Tribunal de Illinois desde 2015 parece ter chegado a um fim. A empresa liderada por Mark Zuckerberg anunciou vai pagar 550 milhões de dólares por violar a privacidade dos utilizadores do estado norte-americano com o seu sistema de recolha de dados biométricos para reconhecimento facial. O acordo extrajudicial assinado entre o Facebook e o grupo de cidadãos do Illinois será agora apresentado por ambas as partes perante um juiz, avança o The New York Times.

O processo registado no Tribunal de Illinois refere que os cidadãos do estado não concederam autorização ao Facebook para fazer scan às fotografias submetidas para reconhecimento facial, algo que começou a ser feito pela empresa em 2011. Os queixosos afirmam também que não foram informados acerca do tempo de armazenamento das imagens. Recorde-se que a rede social tem vindo a utilizar tecnologia para identificar utilizadores em fotografias através de “tags”.

Facebook pode pagar 35 mil milhões de dólares em processo ligado ao reconhecimento facial
Facebook pode pagar 35 mil milhões de dólares em processo ligado ao reconhecimento facial
Ver artigo

Em outubro de 2019, estimava-se que o valor das multas rondasse os mil e cinco mil dólares por utilizador, perfazendo um total de 35 mil milhões de dólares. Ainda antes, em agosto desse ano, o Facebook tinha pedido para ser ouvido por um painel de três juízes e apelou tendo por base o argumento de que os utilizadores não sofreram consequências derivadas da captura e armazenamento dos seus dados faciais. Contudo, o tribunal de Illinois não concordou e decidiu avançar com o processo.

Além disso, em novembro 2019, o Facebook confirmou a existência de uma aplicação reconhecimento facial  para uso exclusivo interno, a qual foi eventualmente descontinuada. A ferramenta desenvolvida internamente entre 2015 e 2016, anos antes do escândalo com a consultora Cambridge Analytica, baseava-se em informações do vasto catálogo de fotografias e dados de reconhecimento facial da rede social.

Oficial: Facebook multado em 5 mil milhões de dólares nos EUA
Oficial: Facebook multado em 5 mil milhões de dólares nos EUA
Ver artigo

Para além do uso problemático de reconhecimento facial, o Facebook está sob o escrutínio de diversas entidades reguladoras e organizações devido à utilização indevida dos dados dos utilizadores recolhidos há já alguns anos. No que toca àquele que ficou conhecido como um dos seus maiores escândalos, em julho de 2019, a empresa foi multada pela FCT, a entidade norte americana responsável pela concorrência, em 5 mil milhões de dólares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.