O Facebook vai recorrer a uma tecnologia com a assinatura da Microsoft para banir a pornografia infantil do seu site, avançaram ontem as empresas num comunicado oficial.

O software em questão chama-se PhotoDNA e trata-se de uma ferramenta de análise de fotografias concebida em 2009, agora adoptada pela maior rede social do mundo.A solução vai inspeccionar todas as imagens carregadas para o Facebook, ajudando a detectar e bloquear o upload de fotografias contendo pornografia infantil.

Esta monitorização vai também ajudar o serviço a reportar os incidentes para o National Center for Missing & Exploited Children (NCMEC) e para a polícia, para que estes possam tomar medidas mais rapidamente, avançou um dos responsáveis pela área legal do Facebook.

O PhotoDNA foi desenvolvido pela gigante de Redmond em parceria com a Universidade de Dartmouth, em New Hampshire (EUA), e licenciada para poder ser livremente usada pelo NCMEC, no âmbito de um programa de combate à distribuição de pornografia infantil online.

A tecnologia havia sido primeiro implementada pela Microsoft no Bing e no seu serviço de armazenamento na nuvem, o SkyDrive, para evitar a divulgação de pornografia infantil através destes canais - incluindo o envio a partir do Hotmail com recurso SkyDrive.

A Microsoft e o Facebook marcaram para hoje um evento em que serão detalhados mais pormenores a respeito da implementação da solução pela rede social, esperando-se que a adopção fomente o interesse de outros serviços online em aderirem ao programa da NCMEC.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.