A Google revelou que vai diminuir para nove meses o período de manutenção dos dados relacionados com a utilização dos seus serviços de pesquisas. O objectivo é ir ao encontro dos requisitos da Comissão Europeia.

A Comissão Europeia tem-se batido pela redução do volume de dados acumulados pelas empresas que prestam serviços de Internet, na área da pesquisa, e que através desses serviços vão guardando informação sobre os hábitos, gostos e preferências dos utilizadores.

No ano passado a Google fixou um período máximo de 18 meses para a retenção dos dados produzidos pelo utilizador durante a utilização dos seus serviços de pesquisa. Agora vem reduzir esse prazo para um máximo de nove meses e anunciar um conjunto de outras alterações à forma de tratar a informação.

O serviço Google Suggest é um dos que sofre mais alterações. Esta funcionalidade serve para ajudar o utilizador nas suas pesquisas fornecendo-lhe sugestões de termos a pesquisar, tendo em conta pesquisas que ele já faz anteriormente. A partir deste mês esta informação guardada do utilizador, que a Google garantia não ir além de 2 por cento, passa a ser apagada a cada 24 horas.

No que se refere à redução do período de retenção de dados para nove meses, a alteração aplica-se a todos os sites da empresa, em todo o mundo. Com a alteração a Google impõe prazos significativamente abaixo dos praticados pela concorrência que mantém os dados do utilizador entre 18 (Microsoft) a 13 meses (Yahoo).

Notícias Relacionadas:
2008-02-22 - Motores de busca têm de seguir regras europeias da privacidade
2007-03-15 - Google adopta medidas para garantir protecção de dados dos utilizadores

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.