Um jovem francês de 17 anos foi preso no final do mês de Junho na região de Paris, e depois libertado sob controlo judicial, sendo acusado de ter pirateado cerca de 200 sites governamentais e militares em todo o mundo, noticiou a Agência France Press.



O adolescente, que operava com o nome de código DKD, infiltrava-se nos referidos sites para neles afixar mensagens de carácter político, nomeadamente a favor a causa palestiniana ou contra o governo norte-americano, avançou à mesma fonte um Comissário de Polícia de Lille, de nome Eric Voulleminot.



A detenção deu-se dia 23 de Junho na casa dos pais do acusado, em Vélizy-Villacoublay, e foi realizada depois da conclusão de um inquérito de especialistas da polícia em criminalidade informática, iniciado devido a uma queixa de uma prefeitura francesa cujo respectivo site tinha sido alterado.



Segundo Voulleminot as investigações efectuadas pela polícia determinaram que o jovem em causa foi responsável por ataques a mais de 200 sites governamentais e militares, 20 dos quais em França, entre 20 e 30 na Grã-Bretanha e os restantes nos EUA e na Austrália.



O jovem pirata, que frequenta no momento o 12º ano, foi entretanto libertado sob controlo judicial e com a proibição de se ligar e navegar na Internet.



Notícias Relacionadas:

2002-12-30 - Kevin Mitnick recebe licença de rádio-amador e prepara-se para voltar a utilizar a Net


2001-09-13 - Mafiaboy finalmente na prisão

2001-03-21 - Hacker rouba norte-americanos mais ricos pela Internet

2001-01-04 - Dennis, aliás "Coolio", confessa diabruras

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.