A justiça norte-americana está a acusar formalmente um homem de perseguir a vice-presidente da Google através do Twitter, relata esta semana a imprensa internacional, depois do suspeito ter sido detido no Texas no final de Agosto.

Gregory Calvin King recorreu à rede social de microblogs para enviar mais de 20.000 mensagens dirigidas a Marissa Mayer, algumas delas contendo ameaças, entre Novembro de 2010 e Agosto de 2011.

Embora o nome da vítima não tenha sido diretamente referido no documento da acusação, sendo esta identificada como "M.M.", uma visita ao perfil de Gregory King no Twitter revela os milhares de mensagens enviadas à vice-presidente da Google.

A decisão de acusar o homem de 27 anos baseou-se nas mensagens enviadas através do Twitter, em particular dois posts referidos como "especialmente ameaçadoras", onde o suspeito manifesta expressamente intenções de alvejar Marissa Mayer.

Em algumas das mensagens - cujo tipo de conteúdo varia entre o ofensivo e o ameaçador e desconexo - o homem afirma ainda que a responsável da Google o mandou prender e que M.M. pertence a um grupo que tentou infetá-lo com o vírus do HIV.

Caso venha a ser condenado no julgamento, que ainda não tem data marcada para acontecer, Gregory King enfrenta uma pena de prisão até sete anos, avança a Associated Press.

Nota da Redação: Foi corrigido um erro no nome da vice-presidente da Google.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.