Em 2019 a empresa de Mark Zuckerberg lançou de forma gradual em vários países uma ferramenta que permite apagar a atividade fora do Facebook. Agora, e tal como previsto, essa funcionalidade está a ser estendida a nível mundial, permitindo que os utilizadores impossibilitem a rede social de ter conhecimento dos sites que visitaram ou o que pesquisaram e que vários dados sejam usados para personalizar anúncios no Facebook, Instagram ou Messenger.

Nova ferramenta do Facebook quer utilizadores a controlarem “as suas atividades fora da rede social"
Nova ferramenta do Facebook quer utilizadores a controlarem “as suas atividades fora da rede social"
Ver artigo

Quando lançou a nova ferramenta, em agosto de 2019, o Facebook explicou que a funcionalidade permite que o utilizador aceda a um resumo das aplicações e sites que enviam informações sobre a sua atividade ao Facebook e que limpe essas dados da sua conta, se desejar. Esta decisão surge em concordância com a carta partilhada esta terça-feira, Dia Internacional da Proteção de Dados, por Mark Zuckerberg, onde divulga os objetivos do Facebook para a próxima década, realçando a importância de construir proteções mais eficazes da privacidade dos utilizadores da rede social.

Se um site de roupas pretender exibir anúncios para pessoas interessadas num novo estilo de sapatos, é comum a empresa enviar informações para o Facebook, informando que um determinado utilizador procurou por esse calçado num determinado dispositivo. Se essas informações corresponderem a uma conta do Facebook, a plataforma pode exibir anúncios sobre esses sapatos para essa pessoa na plataforma.

Agora os utilizadores podem aceder e controlar os dados que outras aplicações e sites partilham com o Facebook. Na prática, passam a ter acesso a um resumo dessa informação através das ferramentas de negócio, como o Píxel do Facebook ou os plug-ins sociais da rede social e podem desconectar esses dados da conta. Desconectar futuras atividades fora do Facebook da conta no geral, ou de sites ou apps específicas, também passam a ser possível.

Mark Zuckerberg promete aos utilizadores do Facebook (ainda) mais controlo de privacidade
Mark Zuckerberg promete aos utilizadores do Facebook (ainda) mais controlo de privacidade
Ver artigo

Mas o que acontece se eliminar a atividade fora do Facebook? As suas informações de identificação dos dados que as apps e os sites optam por enviar à plataforma serão removidas. Isto significa que a rede social não vai ter conhecimento dos sites que visitou ou o que pesquisou, nem serão usados dados que o utilizador optou por desconectar para personalizar anúncios no Facebook, Instagram ou Messenger.

Em 2019 também a Google decidiu lançar uma nova funcionalidade que permite aos utilizadores apagarem os dados da sua conta Google, se optarem, de forma automática ou programada. Até então os utilizadores podiam apagar os dados, mas num formato manual, tornando-se agora mais fácil gerir o período que pretenda apagar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.